A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

VASCONCELOS, Álvaro José do Monte  

(Maceió - AL 13/12/1956 ). Secretário de Estado, pecuarista, administrador. Graduado em Administração. Foi Presidente da Associação dos Criadores de Alagoas por duas gestões, Diretor Administrativo da Associação dos Plantadores de Cana do Estado de Alagoas, Diretor da Associação Brasileira dos Criadores de Búfalos, Conselheiro da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Presidente do Núcleo dos Criadores da Raça Girolando do Estado de Alagoas. Conselheiro da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu/ Uberaba, desde 1992. Membro do Conselho Estratégico da Organização Arnon de Mello, desde 2004. Secretário de Estado da Agricultura, Governo Renan Filho (2015-18).


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS,Aderson Almeida  

(Viçosa - AL 24/10/1928 - Maceió- AL13/03/1983).Escritor, promotor público. Filho de Miguel Soares de Vasconcelos eJúlia Almeida Vasconcelos. Bacharel em Ciências Sociais e Jurídicas pela Faculdade de Direito de Alagoas (1957). A partir de 1954, professor no Colégio Estadual, Escola Técnica de Comércio, Ginásio Nossa Senhora de Lourdes, em Maceió. Em 1956, assume como Adjunto de Promotor Público da Comarca do Pilar. Em 1962, ocupa o cargo de Secretário Geral da Reitoria da UFAL, da qual também foi Diretor do Departamento de Administração. Assume, em 1967, o cargo de 2° Promotor Público da Comarca de Maceió. No ano seguinte, Monitor da Cadeira de Direito Penal da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Alagoas. Nomeado, em 1969, a membro do Conselho Penitenciário de Alagoas. Em 1973, membro do Conselho Superior do Ministério Público e, em 1974, ocupa a presidência da Associação do Ministério Público do Estado de Alagoas (AMPAL). Em 1975, ocupa o cargo de Secretário de Administração da Prefeitura Municipal de Maceió. Em 1976, Procurador de Justiça do Ministério Público do Estado de Alagoas. Membro do Conselho Estadual da Educação. Participa de diversos encontros, conferências e seminários. Obras: O Salário Família e Funcionário Público, in Revista Letras Jurídicas, Maceió: Imprensa Oficial, 1966, Ano 3, N.8, p. 56 -59; Da Autonomia do Ministério Público (Trabalho Jurídico), 1967; Perspectivas Constitucionais do Ministério Público de Alagoas, Maceió: Associação do Ministério Público de Alagoas, 1974.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASQUEZ, Maria Aparecida Cavalcanti Sena... de Moraes embora seu nome original seja VASQUES  

 (Rio de Janeiro - RJ 16/08/1955). Pintora, advogada. Nome artístico: Aparecida Vasques, porém no início de sua carreira era conhecida como MACS. Graduada em Direito pela FIG (1981). Formada em Belas Artes pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo (1983) e curso de Desenho na Escola Panamericana de Arte, também em São Paulo.Filha de alagoanos, em Maceió desde 1988. Iniciou-se na argila, fazendo esculturas, encaminhando-se depois para o desenho e, posteriormente, para a pintura. Em 1971 participou pela primeira vez de uma coletiva, no Espaço Cultural do Colégio Paulo Egídio, na capital de São Paulo. A primeira individual ocorreu somente em 1980, num dos espaços do MASP, com 20 telas da Série Raízes do Brasil. Seguiram-se: Espaço Cultural de Arte Excelsa, Vitória- ES; Centro Cultural Helaine Aguiar - Coqueiral de Aracruz e Espaço Cultural Pordest, Vitória - ES, todas em 1992.Participou das coletivas: Eco 92, na Fundação Pierre Chalita; Salão do Mar - Capitania dos Portos (1994), em Maceió; Projeto Preserve Marechal Deodoro - Mosteiro (1994) Encontro de Artes, Restaurante Manzuá e FENART - IV Inducom - SESI e Coletânea de Arte Mélia, as três últimas em 1995 e em Maceió. Em 1993, executou uma série de 30 "marinhas" para a ambientação dos apartamentos do Hotel Ritz, em Maceió. Com o trabalho Ausência, participou da exposição X Universid-Arte, realizada na FAL - Campus Jaraguá, de 11/06 a 30/09/2002. Em 2003, participou da exposição A Universid-Arte XI, no Campus Jaraguá da FAL, de 11/06 a 20/10 É um dos artistas divulgados na obra Arte Alagoas II, publicada quando da exposição em homenagem ao centenário de nascimento de Jorge de Lima, pela Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro. Seus trabalhos Tatu e Tarta estão divulgados em Arte & Artistas, Brasil, 2001, Taluhama Arenas Rocha, coordenação geral, São Paulo: Laerprint, 2001.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASSALO FILHO, Miguel  

(AL 30/08/1928). Jornalista, advogado, funcionário público.Foi diretor do Museu da Imagem e do Som e trabalhou na Previdência Social, desde 1953 até aposentar-se. Membro da AAI e da AML. Obras: Delmiro Gouveia: O Desbravador dos Sertões, (Folheto) Grandes Compositores Brasileiros, Maceió: FUNTED, [s/data] Coleção: Maceió, História, Costumes.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VAZ da Silva FILHO, Augusto  

(Maceió- AL 14/11/1900- Maceió- AL 25/10/1968). Jornalista. Filho de Augusto Vaz da Silva e Rosa Amélia Guimarães da Silva. Estudou com sua mãe, que era professora. Aos 12 anos ingressou no Instituto Benjamin Constant. Iniciou o curso secundário no Colégio 11 de Janeiro, e, finalmente, no Liceu Alagoano, presta os exames preparatórios. Inicia o curso de Direito em Recife, mas as contingências fazem com que volte para Maceió. Trabalha e dirige a Livraria Santos, fundada por seu pai em 1893. Após abandonar o comércio, foi secretário da Prefeitura de Atalaia, cargo do qual se exonera em 1947 para assumir a função de assistente do Departamento das Municipalidades e Assistência ao Cooperativismo. Trabalhou, ainda, no Fomento Agrícola, do Ministério da Agricultura, encarregando-se do Serviço de Imprensa e Propaganda, como também na Junta Comercial. Publicou, a partir de 1927, colaboraçõesnos periódicosJornal de Alagoas, inclusive no seu Suplemento Literário, O Semeador, Gazeta de Alagoas, O Diário de Alagoas (em que manteve a secção Bom Dia) e na Revista Feira Literária.- Sócio efetivo do IHGAL, tendo tomado posse em 06/04/1968. Membro da Academia Maceioense de Letras, da qual foi seu primeiro presidente. Vice-diretor do Museu de Arte Sacra Dom Ranulfo, da Arquidiocese de Maceió. Membro da AAI. Membro do Centro Cultural Emílio Maia. Obras: Rui Barbosa - Esboço Biográfico, Maceió: Imprensa Oficial, 1949; Discurso Proferido no Centro Cultural Emilio de Maia por ocasião do Centenário de Rui Barbosa, Maceió: Imprensa Oficial, 1949; Visconde de Sinimbu - Esboço Biográfico, Trabalho Lido no Centro Cultural Emílio de Maia, Maceió: Imprensa Oficial, 1950; Alagoanos Ilustres. V.1 (Esboços Biográficos), Maceió: Editora Ougarit S/A, 1962; Alagoanos Ilustres. V.2, Maceió; Imprensa Oficial, 1962; Alagoanos Ilustres (Biografia, Esboços Biográficos) V.3, Maceió:Editora Regina, 1965; Poetas Alagoanos. ( Esboços Biográficos) 1- Ranulfo Goulart - Cipriano Jucá, Maceió: L. Regina, [ s. ed.], 1966; Serviço de Abastecimento d`Água de Maceió (Resumo Histórico), Maceió; Imprensa Oficial, 1966; Vários Escritos. Artigos Publicados na Imprensa Entre 1945 e 1946, Maceió; Discurso de Posse do Consócio Augusto Vaz Filho, como Sócio Efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, em 06/04/968, Revista do IHGAL, v. 31, 1974-1975, Maceió, 1975, p. 151-157.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VAZ, Miguel Ângelo  

(Maceió - AL 19/07/1964). Arquiteto. Filho de Miguel Ângelo Gameleira Vaz e Maria Grace Teixeira Vaz. Iniciou os estudos no Educandário de Santa Terezinha, onde cursou até a 5ª série do ensino fundamental e concluiu o ensino médio no Colégio Marista (1981). Graduado em Arquitetura, UFPE (1986). Estagiou no escritório de Alexandre Castro e Silva, PE (1983-84). Estagiou com Carlos Augusto Lira (1985). Em 1987 foi para Europa. Arquiteto colaborador da arquiteta Rogélia Peres que o convidou para integrar a equipe de fiscalização das obras do Shopping Iguatemi em Maceió, em 1988, quando retorna para Maceió, passando aos trabalhos de arquiteto autônomo.Em 1995 participou da mostra de ambientação Casapronta, tendo seus trabalhos publicados pelas revistas A&D e Casa e Jardim. Em 1997, participou da maior mostra de ambientação da América Latina denominada Casa Cor (Pernambuco) sendo publicado na capa da revista Casa Cláudia, Edição Especial Casa Cor Brasil, que contém os maiores escritórios de ambientação de todo o país. De 1997 a 2001 participou da Casa Cor Pernambuco em parceria com Flávio Durval Lessa Braga, decorador e interior designer. Em 2012, ingressou no Ministério Público de Alagoas onde trabalha desenvolvendo projetos de ambientação. Trabalhos publicados em periódicos: Ambientação de Quarto Infantil (foto), in Revista Casa & Jardim, SP, Ano 42, 1995, nº 484, pág. 124, Ed. FC; Ambientação de Quarto de Menina (foto), in Revista A&D Arte e Decoração, SP, 1995,pág. 87, Editora Abril; Ambientação de Sala de Jantar (foto), in Revista Casa & Jardim, SP, Ano 44, 1997, n 514, pág. 176, Ed. FC; Ambientação de Sala de Jantar (foto), in Revista Viver Bem, SP, Ano 7, 1997, n 12, pág. 114, Ed. Ação Publicações; Ambientação de Sala de Jantar (foto), in Revista Casa Cláudia, Edição Especial - Casa Cor Brasil, SP, edição 435 A, 1997, pág. 316, Ed. Abril; Ambientação de Estar do Hóspede (foto), in Revista Casa Cláudia, Edição Especial - Casa Cor Brasil, SP, edição 447, 1998, pág. 305, Ed. Abril; Ambientação de Hall de Entrada (foto), in Revista Casa Cláudia, Edição Especial - Casa Cor Brasil, SP, edição 460, 1999, pág. 311, Ed. Abril; Ambientação de Terraço Principal (foto), in Revista Casa Cláudia, Edição Especial - Casa Cor Brasil, SP, edição 471, 2000, pág. 427, Ed. Abril; Ambientação de Sala de Jantar (foto), in Revista Casa Cláudia, Edição Especial - Casa Cor Brasil, SP, edição 483, pág. 368, Ed. Abril.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VAZ, Murillo Cavalcante Gameleira  

 (Maceió - AL 17/01/1930 - Juiz de Fora -MG 17/11/2011).Escritor, jornalista. Filho de Augusto Vaz da Silva Filho e Flora Cavalcante Gameleira Vaz. Estudou no Grupo Escolar Pedro II, no Colégio Estadual de Alagoas, antigo Liceu Alagoano e no Colégio Guido de Fontgalland. Cursou, até o último período, em 1957, Jornalismo na atual Escola de Comunicação da UFRJ. Iniciou sua carreira no Jornal de Alagoas. Muda-se para o Rio de Janeiro,onde trabalhana Última Hora. Atuou, ainda, em propaganda e comunicação corporativa. Obra: Relances crônicas, Quase Sempre, Juiz de Fora: Editora UFJF, 2010, prefácio de Bolívar Moura Rocha e orelha de Ronald Mendonça. Cumpriu missões profissionais em Angola, Bolívia e União Soviética. Militante, a partir de 1949, atuou na política estudantil e, no período 1951-1956, na UJC ???. Foi um dos fundadores da UESA, da qual foi secretário-geral; colaborou, também, na fundação da UBES. Dirigiu a revista universitária Jornada, publicada em ?.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VEDETA  

Maceió, 1859,citado por Cabral na p. 105 do seu trabalho sobre a Imprensa em Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VEGONHA  

Rio, um dos principais afluentes, da margem direita, do Rio Capiá, segundo o Convênio SEMA/SUDENE/Governo do Estado.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VEIGA, Laurentino Rocha da  

(Paulo Jacinto- AL02/1946). Jornalista, professor, economista. Estudou no Grupo Estadual Dois de Dezembro e no Ginásio Antônio Farias, em sua terra natal. Economista da Fundação Instituto de Planejamento do Estado de Alagoas. Professor de Economia do Setor Público, Formação Econômica do Brasil, Ética Profissional e Economia no CESMAC. Presidente da AAI e membro da AML. Secretário Parlamentar na Câmara Federal (BSB). Obras: Assim Era Guedes de Miranda, Maceió, Imprensa Universitária, 1978, apresentação de Paulo de Castro Silveira: Perfis Alagoanos, Maceió: EDUFAL, 2001; O Engodo da Globalização, Maceió: Ed. Catavento, 2001; Viagem no Tempo: Crônicas 1970 1980 1990 2002, capa de Francis Lawrence, Maceió,[ ed. autor] 2003;Lendo e ComentandoO Velho Guedes Visto por Laurentino; Manifestações Populares, in Arte Popular de Alagoas, de Tânia Pedrosa, p. 24. Articulista e colunista deO Jornal.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

5 . 6 . 7 . 8 . 9 . 10 . 11 . 12 . 13