A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

VASCONCELOS, D. Felício César da Cunha  

( ?). Bispo.Terceiro bispo de Penedo.Tomou posse em 15 de agosto de 1949, sendo transferido, em maio de 1957, para Florianópolis.Na sua gestão, instalou-se o Seminário Diocesano Nossa Senhora de Fátima, como também foi realizado o Congresso Diocesano.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Eraldo de Castro  

(Viçosa-AL20/06/1922 - Maceió - AL 15/02/2008).Escritor, magistrado, professor. Filho de Adolfo Soares de Vasconcelos e Rosa Castro de Vasconcelos. Estudo primário em Viçosa e secundário no Liceu Alagoano, em Maceió. Formou-se pela Faculdade de Direito de Alagoas (1949). É, ainda, bacharel em História pela UFAL. Ingressa na magistratura, em 1952, sendo nomeado para a comarca de Maragogi e, posteriormente, para Porto Calvo, Palmeira dos Índios e Penedo. Em 1964, foi transferido para a comarca da capital. Em 1976, foi nomeado desembargador do Tribunal de Justiça, do qual foi presidente (1987-88).13º Presidente do TRE-AL, de 09/06/1978 a 08/06/1980 e de 09/06/1980 a 07/06/1982. Obras: Magistratura Alagoana: Dados Estatísticos; Maceió: Tribunal de Justiça de Alagoas, 1992; O Juiz de Nossos Dias - Recrutamento - Vocação - O Exercício de Julgar, [Maceió, s. n. 1991?] Palestra apresentada no V Encontro dos Magistrados de Alagoas. Artigos em periódicos: Do Procedimento Sumarissimo, in Revista Letras Jurídicas, Maceió: Imprensa Universitária, ano 12, n. 19, abril/junho, 1974, p. 43 - 46; A Delinquência Infanto-Juvenil, in Revista Letras Jurídicas, Maceió: Imprensa Oficial, 1976, ano 15, n.22, agosto, p. 21 - 27; Ligeiras Apreciações Sobre a Constituição de 1988, in Jurisprudência Alagoana, n. 01, p. 17-18, 1988; O Juiz dos Velhos Tempos, in Jurisprudência Alagoana, v. 11, p. 259-260, dez. 1996;Juízes Julgados, in Revista Letras Jurídicas, Maceió: Imprensa Oficial, ano 12, n. 18, janeiro/março, p. 45-46: Letras Jurídicas,em especial nos seus v. 18 a 29, destacando-se A Prevenção e o Juiz eA Lei Complementar nº 35. Discurso: Obrigação Gratificante em saudação a posse do Desembargador Alfredo Gaspar de Oliveira Mendonça no cargo de Chefe do Poder Judiciário, in Revista Letras Jurídicas, Maceió: Imprensa Oficial, 1981, ano 20, n.30, p. 69 - 70.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Felipe José de Mello e  

(?). Deputado provincial, presidente interino da província Deputado provincial nas legislaturas 1860-61 e 62-63, em ambas eleito pelo 1º círculo; bem como nas de 68-69 e 70-71 quando se elege, nas duas, pelo 1º distrito, e finalmente, nas legislaturas 72-73; 74-75 e 78-79. Foi 1º. vice - presidente, tendo ocupado o cargo entre 25 de abril e 27 de maio de 1875.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Felipe de Melo  

(AL?). Era vice-presidente da província, tendo, no exercício do cargo, promulgado a lei 702, de 19/05/1875.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Firmino de Aquino  

(?SE ?). Senador estadual, deputado estadual, intendente, farmacêutico. Formado na Bahia, instalou sua farmácia em Maceió. Deputado estadual na legislatura 1893-94. Lutou contra a oligarquia dos Malta. Tomou posse na intendência de Maceió a 07 de janeiro de 1913, permanecendo até 07 de janeiro de 1915. Retorna ao mesmo cargo de 07 de janeiro de 1917 a 07 de janeiro de 1919. Finalmente, ocupa outra vez a intendência da capital de 07 de janeiro de 1921 a 1923, sendo que sofreu algumas interrupções nesse seu último mandato. Foi, ainda, senador estadual, nas legislaturas 1919-20 e 21-22. Membro da Comissão Diretora do Partido Economista Democrático de Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Francisco de Barros e Acióli de  

(Alagoas- AL 23 ou 28/09/1847 - Rio de Janeiro - DF 25/09/1907). Militar. Filho de José de Barros Acióli Vasconcelos e Ana Carlota de Albuquerque e Melo. Fez a campanha do Paraguai, alcançando o posto de Coronel pela bravura com que se conduziu nas batalhas, obtendo o oficialato da Ordem da Rosa e Cavaleiro da Ordem do Cruzeiro, condecorado, igualmente, com a medalha de ouro de campanha. Serviu como secretário da diretoria do Arsenal de Guerra da Corte, donde passou a chefe de seção da Secretaria da Agricultura e, por fim, inspetor geral das terras e colonização, cargo em que foi aposentado. Publicou: Guia do Emigrante para o Império do Brasil, Rio, 1884, que foi traduzido para o alemão, e publicado no Rio de Janeiro: pela Laemmert & Cia, 1845; e para o italiano, por Alberto de Gervais, e editado no Rio de Janeiro em 1884.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Fábio Rocha Cabral de  

(Santana do Ipanema - AL 21/06/1946). Magistrado, advogado. Filho de Octávio Cabral de Vasconcelos e Maria da Glória Rocha Cabral de Vasconcelos. Curso primário, Instituto Regina Coeli, o ginasial no Colégio Diocesano e o científico no Colégio Estadual de Alagoas, todos em Maceió. Bacharel pela Faculdade de Direito pela UFAL (1970). Foi comissariado de Vigilância de Menores, na Capital (1966). Estágio no Departamento Jurídico da Companhia de Abastecimento D´Água e Saneamento do Estado, como acadêmico de Direito (1966-68). Promotor e Procurador de Justiça, durante mais de 30 anos, tendo servido nas Comarcas de Passo de Camaragibe (1968-70), Coruripe (1970-71), São Luiz do Quitunde (1971-72), Igreja Nova (1973-76), São Miguel dos Campos (1976-80) e em Maceió (1980). Assessor Jurídico e Advogado na FETRAL (1971-73). Obras: A Justiça Rural, Boletim da Associação do Ministério Público de Alagoas, n. 08, 1976 (trabalho apresentado no III Encontro de Advogados e Dirigentes Sindicais, Natal, RN, 1973; prefácio e apresentação do trabalho: A Problemática do Júri Ante o Aspecto Regional, de Edwaldo Farias de Menezes, AMPAL, n. 04, 1976; pareceres no Boletim da Associação do Ministério Público de Alagoas (AMPAL). Colaboração na imprensa, em especial no Jornal de Hoje, entre 1963-1964.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Igor Leonardo... da Silva  

(PE 1988 ). Ator. Vive em Alagoas desde 2000. Graduando em Artes Cênicas Licenciatura em Teatro, UFAL. Curso de teatro integrado, projeto agente cultural desenvolvido pela (antiga) CORAC - Coordenadoria Regional de Ação Cultural, ministrado por Juliem Costa. Aulas de Meta-reciclagem, inclusão digital, música, expressão corporal e teatro duração: 6 meses; projeto C.E.I.A. - Circo Escola de Incentivo as Artes, ponto de cultura da Cia. Teatro da Meia Noite. Oficina de teatro Metamorphoses Teatral desenvolvida pelos oficineiros Mauro Braga, ator graduado em artes cênicas na UFRJ, e a atriz Ana Sofia. Curso de teatro desenvolvido pelo CENART com o prof. Delberto Santana. Oficina de teatro de bonecos desenvolvida pelo grupo de Minas Gerais Giramundo, pelo SESI AL. Técnicas circenses de clow, palhaço, malabares e perna de pau - oficinas ministradas por Claudio Alencar (SP), Paulo Depp (SE) e Edson Pepo (AL). Curso básico de teatro realizado no (antigo) CEFET-AL pelo ponto de cultura Encantando a Vida, com a prof. Elisa Magnum. Oficina de Corpo e Movimento, organizada pelo Grupo de Estudos Orientados - GESTO, no SESC/AL, ministrada por Kleber Lourenço. Oficina Treinamento técnico e a construção do estado de jogo, ministrada por Fernando Yamamoto, do Grupo Clows de Shakespear (RN), organizada pelo SESI/AL. Oficina de Ator Criador, na Mostra de Teatro Alagoana. Teorias e Práticas do Curso de Direção Teatral ministrado por Aramis David (SP) na UFAL (Curso de Licenciatura em Teatro). Atuou em 2001: Espetáculo Senhora, baseado na obra de José de Alencar. Direção de Denilson Leite; 2003: Espetáculo Seca Vida, baseado na obra de Graciliano Ramos Vidas Secas. Direção e texto de Juliem Costa - Cia. Cultuart; 2004: Prêmio de melhor ator na peça Seca Vida, vencedor do festival estudantil das escolas públicas - Cia. Cultuart; 2005: Espetáculo Perifolia, direção de Margberto Lourenço e texto de Juliem Costa - Cia. Cultuart; 2006: Espetáculo A Involução do Homem!, vencedor do festival estudantil no mesmo ano (resultado das oficinas do C.E.I.A. - Circo Escola de Incentivo às Artes), texto e direção Juliem Costa - Cia. Cultuart; Espetáculo espírita de Carmem Camilo O Retorno, direção Carmem Camilo - Cia. Caminhos de Luz; 2007: Remontagem do Perifolia, Periferia - Tragédias e Alegrias!, com texto de Igor Vasconcelos e Juliem Costa, direção de Juliem Costa - Cia. Cultuart; Participação como contra regra no espetáculo infantil O Último Mutum de Alagoas, vencedor do prêmio Alagoas em Cena, com o grupo Cena Livre; Participação como ator e sonoplasta no espetáculo Paixão do Riso, Cia. Teatro da Meia-Noite; Participação como sonoplasta e iluminador no espetáculo infantil João e Maria, peça de Alex Freire, Cia. Ápice Produções; Participação no MTACT - Mostra de Trabalhos Acadêmicos do Curso de Artes Cênicas da UFAL, com performances desenvolvidas na universidade. 2008: Estreia como ator no espetáculo O Mágico, da Cia. Ganymedes, no Festival de Teatro de Penedo e na I Mostra de Teatro do SESI/AL; Espetáculo O Casamento da Moça Braba, primeira montagem escrita por Igor Vasconcelos com a Cia. Mandacaru; Participações nas peças infantis de Alex Freire - Rapunzel e O Casamento da Dona Baratinha, Cia. Ápice Produções Artísticas; Leitura dramatizada de Uma Noite em Tabaris, texto de Sávio de Almeida, no ciclo de leitura dramatizada do SESC/AL. 2009: E A Natureza Disse... Basta!, peça infantil de Alex Freire - Cia. Ápice Produções Artísticas; As Muitas Últimas Coisas, espetáculo realizado pela Cia. Ganymedes, direção de Fátima Farias; Participação na II Mostra de Teatro SESI/AL e I Mostra de Alagoana de Teatro; As Aventuras de Peter-Pan, espetáculo infantil da Cia. ArtMúsica, direção de Cristian Honda; Trabalho voluntário para o projeto Ação Global desenvolvido pelo SESI (2008-2010). 2010: Ops! Um Dia de Gato!, da Cia. Néctar e Ambrosia; Caminho das Águas, espetáculo infantil da Cia. ArtMúsica, direção de Cristian Honda; Remontagem de João e Maria, Direção: Igor Vasconcelos, na Mostra de Teatro Infantil Arte SESINHO - SESI/AL; Contos de Cordel, com a Cia. Fulanos ih! Sicranos. 2011: As Aventuras dos Três Porquinhos, Duetos Promoções e Eventos; Chapeuzinho Vermelho, direção e montagem de Igor Vasconcelos, com o grupo Preto no Branco Cia. de Teatro. 2012: Deus: Uma História de Amor e Fé!, Cia. Maria Carrascosa, direção de Alexandre Lima; Sem Pé Nem Cabeça, peça infantil dirigida por Alexandre Lima; A Lenda de Pocahontas, Cia Preto no Branco e A Farsa da Boa Moça, Cia Preto no Branco. Catalogado pelo Mapeamento Cultura, SECULT-AL.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Inácio de Barros Acióli de  

veja ACIÓLI, Inácio de Barros... Vasconcelos.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

VASCONCELOS, Isidro Teixeira de  

(Engenho Bananal,Viçosa- AL 04/06/1886 - Rio de Janeiro- DF 01/03/1941). Deputado federal, prefeito, farmacêutico. Filho de Severino Florêncio de Teixeira Vasconcelos e Antônia de Santos Vasconcelos. Estudou no Colégio do professor Adriano Jorge e no Instituto Alagoano. Formou-se em Farmácia pela Faculdade de Medicina da Bahia (1906). Participou do movimento -Reação Republicana- que apoiou o nome de Nilo Peçanha à Presidência da República. Deputado estadual na legislatura 1929-30.Prefeito de Viçosa, eleito pelo Partido Conservador, entre meados de 1928 até a vitória da Revolução de 1930. Membro da Comissão Executiva do PNA, fundado em 29 de janeiro de 1933. Deputado Federal de novembro de 1933 a julho de 1935, pelo PNA. Vice-presidente da Comissão Diretora do PED de Alagoas. Dedicou-se a atividades particulares, no setor industrial e financeiro, foi diretor-secretário do Banco de Viçosa. Colaborou em jornais de Viçosa e foi correspondente do Jornal de Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

2 . 3 . 4 . 5 . 6 . 7 . 8 . 9 . 10