A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

PALMEIRA, Gláucia Maria de Sá  

(São Miguel dos Campos - AL 22/12/1941). Médica. Diplomada em Medicina, UFAL (1967). Especializou-se em Ginecologia e Obstetrícia, com certificado conferido pela Febrasgo/AMB por meio de concurso (1972). Em 1979, obteve o Certificado de Qualificação nas mesmas especialidades, conferido pelo CREMAL. Professora na ECMAL, auxiliar de ensino de Obstetrícia (1973-1982), assistente (1982-2000) e adjunta, desde 1990. Foi professora assistente na ECMAL (1984). Membro do Colégio Brasileiro de Administradores Hospitalares; sócia fundadora da Sociedade Brasileira de Ginecologia Endrócrina - SOBRAGE; Membro fundadora da Academia Alagoana de Medicina, onde ocupa a cadeira nº 21. Foi presidente da Associação Alagoana de Ginecologia e Obstetrícia por quatro mandatos; presidente da Sociedade de Medicina de Alagoas (SMA), no biênio 1986-87; membro da Federação Brasileira da Associação de Ginecologia e Obstetrícia - FEBRASGO e também da Sociedade Brasileira do Climatério - SOBRAC. Obras: Rubéola e Gravidez; Sífilis e Gravidez; A Mulher e seu Climatério; Estudo Epidemiológico das Gestantes com Sorologia Positiva para Sífilis, identificadas na Casa Maternal Santa Mônica (1996) Gestante Idosa e seu Risco Reprodutivo (1997) Angiomixona da Vulva (1999) Gravidez Tópica e Diu in Situ (1999) e Prenhez Tubária Gemelar Unilateral (1999).


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, Godofredo José Gracindo Soares  

(AL). Secretário de estado, advogado. Filho de Rui Soares Palmeira e Maria Gabi Gracindo Soares Palmeira. Toma posse, em 15/03/1983, na Secretaria do Trabalho e Ação Social e, em 09/01/1984, no cargo de Chefe do Gabinete Civil, ambos no segundo governo Divaldo Suruagy. Posse, em 15/03/1991, na Secretaria do Planejamento de Alagoas, no governo Geraldo Bulhões.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, Guilherme Gracindo Soares  

(Maceió - AL 25/12/1938). Deputado estadual, governador, senador, ministro do Tribunal de Contas, secretário de estado, prefeito de Maceió, advogado. Filho de Rui Soares Palmeira e Maria Gabi Gracindo Soares Palmeira. Estudou no Colégio Diocesano, na Escola Lourdes Vieira, tendo terminado o curso primário no Colégio Batista de Alagoas. Passa a morar, em 1946, no Rio de Janeiro, onde estudou no Colégio Mallet Soares. Bacharel pela Faculdade de Direito da antiga Universidade do Brasil (1963). Realizou cursos de pós-graduação em Direito Internacional Público e Privado, sobre Constituições Brasileiras e sobre Processo Penal. Assessora a delegação brasileira na reunião do Conselho Interparlamentar, realizada em Genebra, Suíça (1961). Em 1963, foi secretário da mesma delegação na reunião realizada em Belgrado, Iugoslávia. Em 1966, elege-se, pela ARENA, deputado estadual, permanecendo na Assembleia Legislativa até 1978, por ter sido reeleito, sucessivamente, em 1970, 1974, e da qual inclusive foi presidente (1975-76). Toma posse, em 22/03/1977, na Secretaria da Indústria e do Comércio, cargo do qual é exonerado em 15/03/1978, no governo Divaldo Suruagy. Governador, de 15/03/1979 a 15/03/1982, quando se afasta para ser candidato a senador. Com a extinção do bipartidarismo, filiara-se ao PDS. Eleito Senador para o período 1982-1991, ocupa, como titular, as comissões de Constituição e Justiça; Finanças e do Distrito Federal. Em 1985 se filia ao PFL, partido no qual, como vice-presidente, ocupa por um período a presidência nacional. Nos trabalhos constituintes, em 1987, foi membro da Subcomissão dos Estados, na Comissão da Organização do Estado. Participou, nesse mesmo ano, da 77a Conferência Interparlamentar do Grupo da União Parlamentar, na Nicarágua; bem como delegado do Grupo Brasileiro da Associação Interparlamentar de Turismo à 7a Assembleia Geral da Organização Mundial de Turismo, em Madri, Espanha. Eleito prefeito de Maceió, em novembro de 1988, é empossado em 1o de janeiro do ano seguinte. Permanece no cargo até os meados de 1990, quando se candidata a novo mandato de senador. Eleito, assume em fevereiro de 1991. No Senado Federal, é membro das Comissões de Assuntos Sociais, de Relações Exteriores e Defesa Nacional, da Justiça e Cidadania. Como observador parlamentar, participa, ainda em 1991, da 46a Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Em maio de 1994, foi indicado para compor, como vice, a chapa de Fernando Henrique Cardoso à presidência da República, porém, no mês seguinte, renuncia a essa participação. Em outubro de 1998, candidatou-se, sem êxito, à reeleição ao Senado. Nomeado ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), em 1999, permaneceu na instituição até 2008, tendo sido seu presidente de 08/2006 a 08/2008?. Assessorou, em certo período, a Confederação Rural Brasileira. Presidiu, também, a Federação Alagoana de Desportos Amadores. Obras: Discurso na Convenção, (Discurso pronunciado pelo deputado Guilherme Palmeira na Convenção Estadual da Aliança Renovadora Nacional), Maceió: SERGASA, 19??; Discurso de Posse, Maceió, 1979; Presença na SUDENE, Maceió, 1980; Diretrizes Básicas do Governo Guilherme Palmeira, 1980/1983, Maceió: SERGASA, FIPLAN, 1980; Plano Operativo Anual - Governo Guilherme Palmeira, 1980, Maceió: SERGASA, 1980; O Nordeste e a Economia Alagoana, Maceió: SERGASA, 1982; Soluções Para o Semi-Árido Alagoano. Discurso Proferido no Senado Federal em Sessão de 11 de Maio de 1984, Brasília: Centro Gráfico do Senado, 1984; Desenvolvimento Alagoano: O Pólo Cloroquímico, Necessidades Atuais. Discurso Proferido no Senado Federal na Sessão de 1o de Dezembro de 1987, Brasília: Senado Federal, 1987; Vencendo Meus Desafios. (Discurso Proferido no Senado Federal na Sessão de 7 de Dezembro de 1988), Brasília: Senado Federal/Centro Gráfico, 1988; Missão Parlamentar, Brasília: Senado Federal, 1988; Parlamentarismo. Instituições e Partidos Fortes. Discurso Proferido na Sessão da Assembleia Nacional Constituinte, em 17 de Novembro de 1987, Brasília: Centro Gráfico do Senado Federal, 1988; Nordeste: Um Espectador Passivo do Desenvolvimento Nacional, Brasília: Centro Gráfico do Senado Federal, 1996; Saudação do Governo de Alagoas, Revista IHGAL, v. 37, 1979-81, Maceió, 1981, p. 189-191; Alagoanos Sempre Lembrados, Brasília: Centro Gráfico do Senado, 1996; Liberação de Crédito Agrícola - Um Apelo ao Banco do Nordeste, Brasília: Senado Federal, 1996; Em Defesa de Alagoas. Discurso do Senador Guilherme Palmeira Proferido no Senado Federal em 15 de Julho de 1996, Brasília: Senado Federal, 1996; O Setor Elétrico Brasileiro, Brasília: Senado Federal, 1996; Previdência, Por uma Verdadeira Reforma, Brasília: Senado Federal, 1996; A Crise na Bacia Leiteira Alagoana, Brasília: Senado Federal, 1997; A Sociedade Alagoana Unida contra a Violência, Brasília: Senado Federal, 1998; Tributo a Alagoas, Brasília: Senado Federal, 1998; Memória da Transição, Brasília: 2000; Crise: Realidade da Agroindústria Sucro-Alcooloeira no Nordeste, Discurso Proferido no Senado Federal, Sessão de 29 de Abril de 1983, Brasília: Senado Federal, 1983. Capítulo de livro: Mário Lima, O Pacificador, in Meninos da Avenida História Que Eles Contam, Maceió: Imprensa Oficial Graciliano Ramos, 2012, p. 103-104. (Originalmente publicado na Gazeta de Alagoas).


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, João Soares  

(São Miguel dos Campos - AL 02/07/1900 - São Miguel dos Campos - AL 13/01/1974). Advogado. Filho de Mário Soares Palmeira e Maria Cândida Soares Palmeira. Fez o primário e secundário em Maceió, este último no Liceu Alagoano. Formou-se na Faculdade de Direito do Recife (1930). Assistente Jurídico do Serviço de Economia Rural do Ministério da Agricultura e Secretário Geral da Federação de Plantadores de Cana do Brasil. Foi fundador e membro da Comissão Executiva do Instituto do Açúcar e do Álcool. Membro da ABI. Obras: Observações nas Antilhas (Porto Rico, Haiti e Cuba) Estados Unidos da América do Norte e Canadá. Período Março e Abril de 1957, Rio de Janeiro; IAA, 1958; O Trabalhador Rural Brasileiro, juntamente com Romolo Cavina e Evaristo Leitão, Rio de Janeiro: Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, 1937; Caracterização Jurídica das Sociedades Cooperativas; Pesquisas Econômicas e Sociais.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, João da Costa  

(Maceió - AL 07/09/1888 - ? 10/10/1952 ). Escritor, militar. Filho de José Augusto da Costa Palmeira e Maria Thomasia Araújo Costa Palmeira. Patrono da cadeira nº 45 do IHGAL. Obras: Batalha do Tuiuti. Conferência Realizada na Caserna do 20º BC Em 24 de Maio de 1928, Maceió; Batalha dos Guararapes, Rio de Janeiro: Irmãos Pongetti, 1932; A Campanha do Conselheiro, Rio de Janeiro: Calvino Filho, 1934; Discurso com que Tomou Posse o Sócio Efetivo Capitão João da Costa Palmeira em 12 de Agosto de 1933, Revista do IHGAL, v. 17, ano 60, 1933, p. 143-145.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, Lana Lisiêr de Lima  

(Maceió - AL 20/03/1979). Escritora, professora, advogada. Filha de Sebastião José Palmeira e Edna de Lima Falcão. Fez os estudos no Colégio São Lucas. Graduação em Direito, CESMAC (2001). Mestrado em Educação, UFAL (2006), com a dissertação: História do Ensino Jurídico em Alagoas: Antecedentes e Condicionantes de Sua Recente Expansão. Vice-Diretora e Docente na SEUNE, desde 2000. Membro da APHLA Internacional, onde ocupa a cadeira nº 07, cujo patrono é Edna de Lima Falcão. Sócia Honorária da AALAMAGIS, desde 2009. Sócia Honorária da AML. Obra: O Ensino Jurídico em Alagoas: Razões e Sentidos da Sua Constante Valorização, Maceió: EDUFAL, 2011, prefácio de Élcio de Gusmão Verçosa, p, 17-26. Artigos em periódicos:A Representação Histórica do Bacharel em Direito em Alagoas: Uma Reflexão Acerca da Tradição Cultural Alagoana e Sua Influência na Valorização Profissional, in Revista de Estudos Sócio-Jurídicos da SEUNE, 2006, v. 3, p. 171-202; A (in)eficácia Das Medidas Socioeducativas Aplicadas Ao Adolescente Infrator: A Realidade de Maceió-AL, juntamente com S. G. S. Costa, in Olhares Plurais, 2011v. 2, p. 50-69.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, Marcelo ... Cavalcante  

(Maceió - AL 25/11/1981). Secretário de estado. Graduado em Gestão Pública pelo UNIT; Ciências Contábeis, CESMAC e Administração de Empresas, FAL. Assessor parlamentar do Deputado e Senador Benedito de Lira, em Brasília (2003-08). Presidiu o núcleo da Juventude do Diretório Estadual do Partido Progressista (PP) e a vice-presidência do núcleo da Juventude do Diretório Nacional do partido (2003-04). Vereador em Maceió, assumiu em 12/2009. Em 01/01/2011, toma posse na Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, no 2º. Governo de Teotônio Vilela Filho. Vice-Prefeito de Maceió, desde 01/01/2013. Atuou grande parte de sua carreira no ramo do varejo em Maceió.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, Maria José Coelho... Xavier  

veja ROSE, Lílian.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, Marx Andrey de Lima  

(AL ) Professor, Advogado. Filho de Sebastião José Palmeira e Edna de Lima Falcão. Diretor-Financeiro da SEUNE. Membro APHLA Internacional.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PALMEIRA, Miguel Soares  

(Engenho Prata, São Miguel dos Campos - AL 10/10/1865 - ? 01/08/1921). Deputado federal, jornalista. Filho de Miguel Soares Palmeira e Juliêta Júlia Ferro Soares Palmeira. Em 1881, ingressou na Faculdade de Direito de Recife e Olinda. Juiz de Direito em Mato Grosso. Diretor da Imprensa Oficial e Secretário Particular do governador Silvério Néri, no estado do Amazonas. Chefe de Polícia do Governo Gabino Besouro e Secretário do Interior do governo do Coronel José Vieira Peixoto. Eleito para a Câmara (1895-96), e Deputado Federal (1918-20). Disputou duas vezes o governo do Estado, em 1898 e 1900, sem obter êxito. Sócio do IAGA.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

5 . 6 . 7 . 8 . 9 . 10 . 11 . 12 . 13