A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

PAIVA, Arnaldo Pinto Guedes de  

(Porto - Portugal 16/10/1919, porém, em seu registro de nascimento consta como nascido, no Rio de Janeiro (DF) -Maceió - AL 28/04/1987). Deputado estadual, senador federal, prefeito, industrial, empresário agrícola. Filho de Gustavo Pinto Guedes de Paiva e Judithe Teixeira Bastos de Paiva. Aos seis meses de idade, seus pais o trazem para viver em Maceió. Curso primário na capital alagoana. Curso secundário no Colégio São José, dos Maristas, no Rio de Janeiro. Em 1939, cursa o Colégio Universitário, na Praia Vermelha (DF). Aprovado para cursar Química Industrial, no Rio de Janeiro, devido à morte de seus pais, retorna à cidade de Rio Largo (1943) e assume cargo de direção da Fábrica de Cachoeira, da Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos, bem como da Fábrica Progresso, também pertencente àquela empresa. Em 1950, eleito prefeito da cidade de Rio Largo, pelo PSD, com mandato até 1954. Sua gestão se caracterizou pela melhoria da educação e saúde no município, sendo a construção do atual Colégio Judith Paiva, o primeiro ginásio do interior do Estado, o seu marco principal. Registre-se, ainda, a implantação do serviço de águas encanadas. Em 1950, foi eleito, simultaneamente, vereador em Rio Largo e deputado estadual. Assume esse último cargo, como representante eleito pelo PSD, para a legislatura 1955-58, tendo sido reeleito no período 63-66. Suplente do senador Teotônio Vilela, eleito pela ARENA, para a legislatura 1967-74, assume o cargo de senador federal no período de agosto a dezembro de 1968. Posteriormente, retorna às suas atividades empresariais como presidente da Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos, atualmente Companhia Alagoana de Empreendimentos. Presidiu, ainda, o Sindicato da Indústria Têxtil do Estado de Alagoas. Diretor e fundador da Companhia Mercantil Agropecuária Pratagy.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Célia Regina Ferreira  

(Rio de Janeiro - RJ 13/10/1960). Escritora, professora, museóloga. Filha de Antonio Gomes Ferreira e Maria Nilcia Santos Ferreira. Reside em Alagoas desde 1988. Graduação em Museologia, UFRJ (1986). Especialização em Metodologia do Ensino Superior, CESMAC (1992). Extensão universitária em TV na Escola e Os Desafios de Hoje, UFAL (2002). Formação continuada em Arte, SEMED (2003). Formação de Agentes Culturais, SEE-AL (2004). Elaboração de Projetos - na Área Museológica, MinC, 2008. Estágio nos museus: Histórico e Diplomático Itamaraty - Ministério das Relações Exteriores- seção/RJ, Museu do Índio- FUNAI e Museu da Imperial Irmandade de N.S. da Glória do Outeiro. Professora na SEMED, desde 2001. Professora na SEE-AL, desde 2001. Professora na FAMA (2005-07) e (2009-10). Professora no CESMAC (1990-2000) e (2008-11). Membro do ICOM, desde 2011. Curadoria da exposição Um Palácio, uma Cidade, MUPA, 2007. Museóloga na criação e revitalização do Memorial Pontes de Miranda da Justiça do Trabalho em Alagoas-TRT 19ª, do Museu Palácio Floriano Peixoto, do Memorial Hélio Cabral do Ministério Público de Alagoas, do Ecomuseu Graciliano é uma Graça (Maceió) e do Museu Histórico Darras Noya (Santana do Ipanema). Diretora técnica e administrativa do Museu de Arte Sacra do Estado de Alagoas/Convento Franciscano de Santa Maria Madalena, localizado em Marechal Deodoro, por 14 anos consecutivos. Autora do pedido de tombamento, ao IPHAN, da Primeira Capital de Alagoas - Marechal Deodoro, como Patrimônio Nacional. Obras: Palácio Marechal Floriano Peixoto, Maceió: SECULT, 2006; Posfácio Mini Dicionário da Vovó, Maria Soares de Souza, Maceió: Quadrioffice Editora, 2011, contracapa.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Gustavo  

(Paraíba do Norte, hoje João Pessoa - PB 15/11/1892 - Maceió - AL 27/10/1943). Deputado classista, empresário. Cedo foi para Portugal, onde estudou, retornando ao Brasil em 1913. Passa a residir no Rio de Janeiro, trabalhando na Companhia Petropolitana, na qual chega a ocupar o cargo de gerente-geral. Em 1916, casa-se com Judite Basto, filha de Antônio Teixeira Basto, um dos acionistas da Fábrica Progresso. Passa a residir em Rio Largo e, com a morte do sogro, torna-se um dos diretores da Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos, da qual chegou a presidente, cargo que ocupava ao falecer. Era, ainda, presidente do Banco do Norte do Brasil, da empresa Guedes de Paiva & Cia, acionista da Companhia Força e Luz Nordeste do Brasil. Deputado estadual classista para a constituinte, eleito em 1933, e para a legislatura 1935-38.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Humberto Gustavo Altamiro Guedes de  

(? 20/09/1918 - Rio de Janeiro? RJ 2003). Deputado estadual, empresário. Filho de Gustavo Paiva e Judite Basto Paiva. Deputado estadual, pelo PSD, na legislatura 1947-51. Presidente da Companhia Alagoana de Fiação e Tecelagem.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Manoel Fortunato de  

(?). Deputado provincial, padre. Deputado provincial na legislatura 1866-67, eleito pelo 1º distrito.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Rafael Piatti Oiticica de  

( Maceió - AL 26/06/1981). Escritor, professor, engenheiro civil. Graduação em Engenharia Civil, UFAL (2003). Especialização em Gestão e Tecnologia Industrial no Setor Sucroalcooleiro, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2007). Mestrado em Engenharia de Produção com a dissertação: Um Modelo Baseado em Seleção de Processos e Dimensionamento de Lotes Para o Planejamento Agregado de Produção em Usinas de Açúcar e de Álcool (2006). Doutorado em Engenharia de Produção com a tese Modelagem do Planejamento Agregado da Produção em Usinas Cooperadas do Setor Sucroenergético Utilizando Programação Matemática e Otimização Robusta (2009), ambos na UFSCAR. Outros cursos: Orientação para o Crédito e Empreendedor Teen, SEBRAE (2000) Utilização da Calculadora Hp 48g, Programa especial de Treinamento do Curso de Engenharia Civil (2001) Extensão universitária em Bolsa de Iniciação Científica, Pró Reitoria de Pesquisa e Extensão (2001) Minicurso Produção do Espaço Agrário Brasileiro, SBPC-SP (2001) Padronização e Fluxograma, Pró Reitoria de Pesquisa e Extensão (2002) Utilização de Aço na Construção Civil, CSN (2002) Processo Construtivo de Alvenaria Estrutural e Curso Básico Sobre Pavimento de Concreto, ABCP (2002) Excel Avançado, Quality Center (2003) Extensão universitária em Engenharia Civil, UFAL (2003) Caldeiras II Atual Tecnologia Disponível, Sinatub Eventos (2004) Aplicação de Simulação na Resolução de Problemas, UFSCAR (2004) Inspeção em Caldeiras, IBP (2005) Introdução a Programação Linear Noções de Otimização, UFAL (2005) Introdução à Tecnologia de Produção de Etanol e Introdução a Tecnologia de Produção de Açúcar, UFSCAR (2005) Extensão universitária em IV Seminário Sobre Redução de Custos na Agroindústria, IDEA (2005) O protocolo de Kyoto e o mercado de créditos, CMA Educacional (2006) Robust Optimization Summer School, Istituto di Analisi dei Sistemi ed Informatica (2007). Membro Associado da Empresa Júnior de Engenharia Civil e Arquitetura. (2003). Estágio na V2 Construções (2003). Estágio na Britex Minerações (2001) e Consultor, desde 2010. Estágio na Usina Santa Clotinde (2003) e Assessor, desde 2004. Sócio-gestor da PO2 - Planejamento e Otimização Ltda, desde 2007. Pesquisador GETAP da UFSCAR (2004-05) e Pesquisador GPO, desde 2009. Diretor de Planejamento da BRAUS AS (desde 2011). Pesquisador da UFAL, desde 2012. Diretor de Planejamento e Produção da Construtora Vale do Prata S.A., desde 2012. Artigos em periódicos: Um Modelo de Otimização para o Planejamento Agregado da Produção em Usinas de Açúcar e Álcool, juntamente com R. Morabito, in Gestão e Produção (UFSCar), 2007, v. 14, p. 25-41; An Optimization Model for the Aggregate Production Planning of a Brazilian Sugar and Ethanol Milling Company, juntamente com R. Morabito, in Annals of Operation Research, 2009, v. 169, p. 117-130; Programação Estocástica Robusta Aplicada ao Planejamento Agregado de Safra em Usinas Cooperadas do Setor Sucroenergético, juntamente com R. Morabito, in Gestão & Produção (UFSCAR. Impresso), 2011, v. 18, p. 719-738.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Ruth Pirauá de  

(Porto de Pedras - AL 24/10/1923 - ? 08/05/2004). Funcionária pública, professora. Filha de José Leão de Paiva e Maria do Carmo Pirauá de Paiva. Pedagógico no Colégio Santíssimo Sacramento, em Maceió (1941). Professora, em Rio Largo, na Escola da Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos, de 15/03 a 16/04/1943. Ingressou, por concurso, nos Correios e Telégrafos, no cargo de postalista, no qual permaneceu até ser transferida para a UFAL, aposentando-se em 18/05/1976. Membro do Grupo Literário Alagoano. Obras: Caricaturas (acrósticos), Maceió: Imprensa Universitária, 1978; Por Exemplo, Maceió: Imprensa Universitária, 1978 (crônicas) Na Cova da Onça, Maceió: Imprensa Universitária, 1979 (romance) Conclusões: (crônicas), Maceió: EDUFAL, 1979; Ponto Final (crônicas), Maceió: EDUFAL, 1980; Comigo e Contigo (Ou Variações do Meu Cantinho), Maceió: Gráfica Gazeta de Alagoas, 1991 (crônicas) Do Atlântico ao Pacífico (Viaje Comigo), Maceió: Gráfica Bom Conselho, 1999 (romance) Extrato e Substrato do Cotidiano: Crônicas, Conceitos e Pensamentos, Maceió: Gráfica Bom Conselho, 2000; Relíquias: Crônicas, Conceitos e Pensamentos, Maceió/São Paulo: Ed. Catavento, 2001; Notas Evocativas: Crônicas, Maceió: Gráfica Bom Conselho, 2000; Nas Linhas do Tempo: Registros Factuais, Maceió: Ed. Catavento, 2002. Colaborou no Jornal Cultura do Jornal de Alagoas, com as colunas Por Exemplo e Sempre aos Domingos. A peça teatral Os 15 Anos de Mariana, de sua autoria, foi várias vezes encenada, em festividades de final de ano, nas escolas de Rio Largo.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Vicente Osório de  

(?). Senador estadual na legislatura 1907-08.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIXÃO, Antônio Barbosa da  

(Anadia - AL 09/05/1876 - Rio de Janeiro - RJ 10/10/1957). Militar. Filho de Pedro Barbosa da Paixão e Maria Madalena da Paixão. Fez o curso primário em escola pública, em Olhos d-Água do Acioli, e o secundário com professores particulares. Em dezembro de 1897, sentou praça, voluntariamente, na Polícia Militar do Distrito Federal, onde permaneceu até janeiro de 1933, tendo se reformado como coronel. Prestou exame em 1903, por exigência das normas, para o posto de alferes, tendo, porém, galgado, por merecimento, todos os outros cargos: tenente (1905), capitão (1909), major (1912), tenente-coronel (1914), último posto da ativa, na época. Exerceu diversos comandos, em especial o de Comandante do Regimento de Cavalaria dessa corporação, cargo no qual permaneceu quase 18 anos. Em seus assentamentos, encontram-se 101 elogios. Dedicou-se à divulgação da doutrina espírita, tendo sido escolhido presidente perpétuo da Liga Espírita Fernandes Pinheiro. Pertenceu à Associação Beneficente Alagoana, União Beneficente dos Motoristas Brasileiros, Abrigo Teresa de Jesus, Associação Espírita Obreiros do Bem, Instituto de Amparo à Criança, Liga de Proteção aos Cegos, Tenda Espírita Luz e Caridade, Cruzada Espírita Angelli Torterolli, União dos Centros Espíritas dos Subúrbios da Leopoldina, Departamento Escolar da Liga Espírita do Brasil, Centro Cultural Beneficente Itararense, Clube da Policial Militar, Irmandade de São Gonçalo, de São Jorge e de Nossa Senhora das Dores da Polícia Militar, bem como da Irmandade de Nossa Senhora das Neves. Obras: Reencarnações de Maria Madalena, Três Romances Independentes, 1o Volume, Rio de Janeiro: Oficinas Gráficas da Revista Comercial, 1919; 2o e 3o volumes, Rio de Janeiro: Oficinas Gráficas da Escola Profissional José Bonifácio, 1920; Consagração de Clara, Rio de Janeiro, 1922 (romance) Filosofia Ciência Geral dos Princípios, das Cousas e dos Seres, Rio de Janeiro: Tip. Trani, 1925; Gotas Divinas, Rio de Janeiro, 1925; História da Santa Joanna D-Arc, Rio de Janeiro, 1926; Preleções Espíritas, Rio de Janeiro, 1927; Centelhas, Rio de Janeiro: Tip. Coelho, 1928; Socialismo de Jesus, Rio de Janeiro, 1928; Elucidações Espíritas, Rio de Janeiro: Tipografia Coelho, 1930; Evangelho das Crianças, Iniciação Espírita Para Crianças Destinadas às Escolas Espíritas, Rio de Janeiro: Tip. e Papelaria Coelho, 1934 (org.) Curso Normal do Espiritismo, Rio de Janeiro: Tip. e Papelaria Coelho, 1935; Ritual e Catecismo da Religião Espírita Brasileira, Rio de Janeiro: Santuário Matriz da Religião Espírita Brasileira, 1944. Datilografados, foram identificados os trabalhos: Santuários do Consolador, Rio de Janeiro: Liga Espírita Fernandes Pinheiro, 1931; O Espiritismo à Luz do Evangelho de Jesus, Rio de Janeiro, 1932; Solução do Problema, 1932; Luzes, Conferências e Preleções Realizadas em Vários Centros Espíritas, Rio de Janeiro, 1933/1934; Fragmentos Espíritas, Prelações Ditadas em Vários Grupos ou Centros e Pequenas Crônicas Publicadas em Vários Jornais, Tudo Relativo aos Anos de 1935, 1936 e 1937; Moral Cristã Pra Crianças, Rio de Janeiro, 1940; Novas Preleções Espíritas, Rio de Janeiro, 1941; Últimos Suspiros, Rio de Janeiro, 1943; Sessenta Lições de Espiritismo, 1945; Estudo dos Professores: Dos Quatro Profetas Maiores e dos Doze Menores e, Também, do Apocalipse de João Evangelista. Estudos Feitos na Cruzada dos Militares Espíritas Por Ordem de seus Respeitáveis Guias Espirituais, 1945. Colaborou nos jornais A Pátria, A Nação, Mundo Espírita, entre outros.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIXÃO, Cléa nome profissional de Cremilda Maria Paixão da Silva  

 (Taquarana - AL). Escritora, jornalista. Filha de Luiz José da Silva e Maria Edite da Silva. Graduada em Jornalismo, UFAL. Desde 1995, vive em Brasília-DF. Repórter e âncora substituta do telejornal local da TV Record; produtora do Jornal da Record; repórter na TV Brasília; esteve na produção do Jornal da Band; foi repórter e produtora de vídeo em Brasília e São Paulo. Atuou na Assessoria de Imprensa do Ministério da Educação. Colaborou na produção do filme longa metragem A Esfinge de Floriano Peixoto, dirigido por Jorge Oliveira. Nos últimos anos, tem atuado na produção de roteiros de vídeos institucionais, documentários e políticos, como roteirista e repórter. Obra: A Influência da Mulher no Mundo: Família, Religião e Sociedade, Brasília: Editora Exitum, 2012.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

1 . 2 . 3 . 4 . 5 . 6 . 7 . 8 . 9