A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

PAES, Oséas Cardoso  

veja CARDOSO, Oséas


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAES, Álvaro Corrêa  

(Palmeira dos Índios - AL 09/11/? - ?). Deputado federal, governador, jornalista, professor. Filho de José Corrêa Paes Sarmento Júnior. Luta, como jornalista, contra a oligarquia Malta, tendo conseguido, inclusive, o apoio de Costa Rego. É deputado estadual na legislatura 1913-14. Passa a morar no Rio de Janeiro, onde se dedica ao jornalismo. Com a posse de Clodoaldo da Fonseca no governo de Alagoas, Costa Rego é nomeado Secretário de Estado e o convida para dirigir a Imprensa Oficial, mas ele não ocupa o cargo por muito tempo, regressando ao Rio de Janeiro, onde volta ao jornalismo e passa a ser professor do Instituto de Surdos Mudos. O governo fluminense o nomeia prefeito de Itaguaí. Nesse mesmo período, Costa Rego é eleito governador de Alagoas e resolve inscrevê-lo na chapa federal de deputados por AL. Deputado federal de maio de 1927 a junho de 1929. Eleito governador em 12/03/1928, toma posse em 12 de junho do mesmo ano, governando até 09/10/1930, quando abandona o governo, por força da revolução de 03 de outubro. Em seu governo, prosseguiu com a política dos anteriores, ampliando a rede interna de estradas de rodagem, expandiu as cooperativas de crédito agrícola e instalou um órgão de pesquisas e análises na área da agricultura. Após 1930, volta para o Rio de Janeiro onde se dedica a atividades particulares e onde é, também, articulista de uma revista semanal. Convidado por Osman Loureiro, assume a prefeitura de Palmeira dos Índios. É, ao mesmo tempo, pequeno pecuarista em Limoeiro de Anadia. Membro da Comissão Diretora do Partido Economista Democrático de Alagoas, foi, ainda, secretário da Fazenda e Produção no governo de Osman Loureiro. Presidente do Serviço de Assistência Municipal, bem como do Departamento Administrativo. Membro do Conselho de Contas de Alagoas ou Conselho de Finanças ?, nomeado por Arnon de Mello. Obras: Mensagem ao Congresso Legislativo, Lida na Abertura da 2ª Sessão Ordinária da 18a Legislatura. Governador Álvaro Corrêa Paes, Maceió: Imprensa Oficial, 1929 e Mensagem do Governador do Estado de Alagoas, Álvaro Corrêa Paes, ao Congresso Legislativo, Lida na Abertura da 3a Sessão Ordinária da 19a Legislatura, Maceió: Imprensa Oficial, 1930.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAI MANÉ  

Serra. Pertence ao Pediplano Sertanejo, segundo IFL.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIM, Brisa... Duarte  

(Salvador - BA 1982, segundo Dicionário Mulheres, 1983). Escritora, professora. Aos 14 anos, começou a fazer poesia. Graduada em Direito. Mestre e Doutoranda em Direito pela Universidade de Coimbra (Portugal). Dedica-se ao estudo do movimento Law and Literatura. Obras: A Morte de Paula D., Maceió: EDUFAL, 2009, Região, 2006, apresentação de Pedro Inácio da Silva, p. 43-46. Com as poesias Cabo de Soneto e A Mulher Inflamada Desceu as Escadas e Virou Homem, participou de A Poesia das Alagoas, Recife: Edições Bagaço, 2007, Carlito Lima/Edilma Bomfim, p.48-49. Com o conto Canção para um General Morto, participou do livro O Conto das Alagoas, Recife: Edições Bagaço, 2007, Carlito Lima- Edilma Bomfim (org.), p.56-58. Escreve no website palavrapouca. Concluiu seu primeiro romance, As Minhas Flores Estão Mortas Desde Maio, em 2005, texto inédito em blog, à espera de publicação.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIM, Flora .... Duarte  

(AL?). Escritora, arquiteta. Graduação em Arquitetura e Urbanismo, UFAL, em andamento desde 2007. Nivelamento alunos Arquitetura e Urbanismo, PET UFAL (2007). Oficina de Cenografia e Direção de Arte e Animação em Stop Motion, Núcleo de Produção Digital - Rede Olhar Brasil (2008). Photoshop e História da Arte Contemporânea, SENAC (2008). Oficina Nacional de Capacitação de Instrutores, Cine Mais Cultura - MinC (2009). Artes Visuais Contemporâneas e Políticas Públicas, Pinacoteca Universitária (2009). Extensão universitária em Língua Francesa, Casa de Cultura, UFAL (2007-10). Língua Francesa, Aliança Francesa (2010). Membro do corpo editorial da Revista Ímpeto (2009). Obra: Convento Franciscano de Marechal Deodoro - Santa Maria Madalena, juntamente com Ana Cláudia Vasconcellos Magalhães, Josemary Omena Passos Ferrare, Maria Angélica da Silva, Alice Mesquita Jardim, Louise Cerqueira, Luísa Estanislau, Maria Madalena Zambi, Roseline Oliveira e Taciana Santiago (Coleção Grandes Obras e Intervenções, idealizada pelo Programa Monumenta/IPHAN), Brasília/IPHAN, 2012. Capítulos de livros: Da Arte Sacra ao Franciscanismo: Adequação Museológica para Re-socialização do Acervo do Convento de Santa Maria Madalena, juntamente com E. A. Albuquerque, M. A. Silva, A. C. V. Magalhães, T. S. Melo, in Espaços Culturais e Turísticos em Países Lusófonos: Arquitetura, Patrimônio e Turismo, Luiz Manoel Gazzaneo (org.), Rio de Janeiro: Coleção PROARQ, 2011, v. 1, p. 119-139. Produções artísticas/culturais: 2008: Curadora Júnior representante de Alagoas, Festival Permanente do Minuto. 2009: Apresentação Grupo PET ARQ Programa Globo Universidade, juntamente com D. B. Ângelo, W. F. B. Correia, M.L. Ferreira, R. C. Lima, B. W. A. Lopes, R. V. O. Machado, L. C. G. Ribeiro, J. T. Silva, L. W. Silva, K. W. Souza, P. V. A. Santos, L. A. Bezerra. Artes Visuais: 2010: Logomarca X Encontro Nordestino dos grupos PET. Audiovisual: 2010: Imagens com Banda Sonora - Overdoze, juntamente com L. P. Duarte, A. M. Jardim, F. C. Cerullo, A. Nascimento, N. W. S. Rocha, N. C. V. Braga, SESC Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIM, Lis  

(AL?). Cineclubista, videomaker. Com as poesias Plataforma 29 e Pornoite, participou de A Poesia das Alagoas, Recife: Edições Bagaço, 2007, Carlito Lima/Edilma Bomfim, p. 114-115.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA FILHO, Arnaldo Pinto Guedes de  

(Maceió - AL 19/04/1960). Escritor, Secretário de estado, Procurador de Estado. Filho de Arnaldo Pinto Guedes de Paiva e Helena Oiticica de Paiva. Fundamental no Educandário Nossa Senhora de Lourdes. Curso colegial no Colégio Marista de Maceió. Graduou-se em Direito pela UFAL. Diretor da Companhia Mercantil Agropecuária Pratagy (1981-86). Defensor Público (1987). Procurador de Estado na PGE-AL, desde 1988. Toma posse, em 08/02/2002, no cargo de Chefe do Gabinete Civil, no governo Ronaldo Lessa (2006). Obras: Roda-Viva (romance), Maceió: EDUFAL, 1989, 1º Concurso de Literatura Alagoana Estado da Cultura; Rio Largo Cidade Operária, (História), Maceió: SENAI, 2013.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Aldemar Buarque de  

(Maceió - AL 20/07/1925 - Recife - PE 04/11/2014). Ator,radialista, jornalista, poeta, cordelista, compositor, produtor artístico e publicitário. Filho de Mário Fortunato de Paiva e Maria Luiza Buarque de Holanda Paiva. Estudou no Arquidiocesano e Liceu Alagoano. Iniciou o curso de Arquitetura, mas não terminou. Oficial do Exército, foi transferido para Recife. Passa a atuar em estações de rádio. Inicialmente, na Rádio Clube de Pernambuco, em substituição a Chico Anysio, como produtor, apresentador e diretor artístico; Rádio Clube de Pernambuco - Produtor, apresentador, diretor artístico; Rádio Tamandaré, locutor; Rádio Jornal do Commércio e TV Rádio Clube, diretor de teleteatro, TV; Jornal do Commércio, apresentador. Fatorama (Brasília), assina página humorística. Atua na Golden Publicidade, como redator. Na televisão, atuou na TV Tupi, TV jornal e participou como produtor e ator dos programas Som Brasil, Praça da Alegria e Chico City, da Rede Globo. Outras atuações: Empresa Metropolitana de Turismo (EMETUR), Presidente. Empresa o Cearense de Turismo (EMCETUR) - atuou no planejamento e instalação. Teatro de Amadores de Pernambuco, ator e integrante da diretoria e Museu Murillo Lagreca, diretor. Foi desenhista do DVOP. Um dos fundadores - juntamente com Linda Mascarenhas e Nelson Porto - do Teatro de Amadores de Maceió. Participou, ainda, de rádio-teatro, criado logo após a instalação da Rádio Difusora, em 1948, da qual foi um de seus fundadores e seu primeiro diretor artístico. Posteriormente, em 1951, passa a atuar na Rádio Clube de Pernambuco. Entre outros programas, destaque para Dona Pinoia e Seus Brotinhos que iniciou na Difusora, programa que transfere, quando passa a viver em Pernambuco. Na capital pernambucana, seu mais significativo programa de rádio foi Pernambuco Você é Meu, que dirigiu entre 1952 e1977, inicialmente na Rádio Clube - por 18 anos, e depois Rádio Jornal. Membro da Academia de Artes e Letras de Pernambuco; Sócio honorário da Academia Maceioense de Letras e Compositor filiado à União Brasileira de Compositores. Obras: A Chegada de Nelson Ferreira no Céu (Uma Fantasia de Cordel), Recife: Ed. Massangana/Rozenblit, 1982; Saga do 44º. Espada d´Água e Outros Causos e Mais Causos, Recife: EBGE, 2005; O Caso eu Conto, Recife: EBGE; Monólogos e Outros poemas - CEPE; O Encontro de Capiba com Nelson Ferreira, FIEPE; Gilberto Freyre, Descobridor do Brasil. Tem de sua autoria mais de 70 composições musicais, algumas em parcerias com outros compositores. Entre elas: Saudade - frevo canção; Me abufelei - frevo canção; Pajuçara. Em parceria com Nelson Ferreira, compôs: Frevo da saudade - frevo de bloco; Brasil campeão do mundo - hino; Sopa no mel - Frevo canção; Elegia a Calheiros - Canção; Se me viste chorar - bolero; Tem jeito sanfona. Gravou o disco Monólogos, apresentação de Chico Anísio, apoio da Secretaria de Cultura de Recife, com apoio cultural do Hospital Redenção. Com a poesia Monólogo da Chuva, participou de A Poesia das Alagoas, Recife: Edições Bagaço, 2007, Carlito Lima/Edilma Bomfim (orgs.), p. 14-15.Com o conto Zé da Pinga, participou do livro O Conto das Alagoas, Recife: Edições Bagaço, 2007, Carlito de Lima/Edilma Bomfim(orgs.), p.20-23. Colaboração em O Jornal. Peça teatral: Auto do Batizado, especial para a Rede Globo sobre a Inconfidência Mineira. Sobre suas atividades radiofônicas, J. Alcides publicou: Pernambuco Você é Meu, Brasília: Fatorama, 2005.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Ana Maria Maia Nobre de  

(Maceió - AL 1961). Arquiteta, designer, empresária e promotora cultural. Filha de Vinicius Maia Nobre e Zélia de Melo Maia. Graduada em Arquitetura e Urbanismo, UFAL. Diretora Artístico-cultural da FUNTED, entre 1994 e 1998. Uma das criadoras do I Festival de Cultura Teatro Deodoro quando da reinauguração dessa sala. Mantém a empresa Viver de Arte, executora de produtos criados por ela, como luminárias, bolsas, entre outros, os quais são exportados para o mercado europeu. Publicou: Novo Teatro, in Arte Popular de Alagoas, de Tânia Pedrosa, p. 130-131.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

PAIVA, Angelita dita Borlotinha  

 (AL? - Recife - PE 08/06/2009). Professora do Instituto de Educação e do Colégio Estadual Moreira e Silva. Membro da Federação Alagoana pelo Progresso Feminino. Obra: Amor Humor & Sabor, Recife: [s. ed.] 2001. Com O Comício, participou do livro O Conto das Alagoas, Recife: Edições Bagaço, 2007, Carlito Lima- Edilma Bomfim (orgs.), p.28-30.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

1 . 2 . 3 . 4 . 5 . 6 . 7 . 8 . 9