A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

MAACEIÓ ou MASSAYO  

 Um dos nomes do Riacho Salgadinho, Reginaldo ou Rego do Pitanga, que corta a capital. Não se sabe se, inicialmente, foi o nome do riacho transmitido ao sítio e ao engenho e, posteriormente, à povoação, ou se deste o curso de água teria recebido a denominação. Vindo do Tabuleiro do Pinto, recebe, em seu curso, o Riacho Pau D-Arco, nem sempre perene e, depois, os riachos Bomba e do Sapo.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACACOS  

Rio. Localizado no município de União dos Palmares, afluente da margem esquerda do Rio Mundaú.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACACÃO  

Riacho. Fica no município de Palmeira dos Índios.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACEDO, Ananete Lima de  

( Palmeira dos Índios - AL 23/08/1905 - ?? 09/01/2000). Professora. Patrona da cadeira 24 da APALCA.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACEDO, Cristina de  

 (Natal-RN ). Escritora, psicóloga. Especialista em Psicologia Clínica pelo CESMAC. Mestre em Literatura pela UFAL. Obra: Capítulo de livro: O Rio e a Aliança na Tessitura do Papel do Varal, in Arte em Alagoas: Algumas Reflexões, juntamente com Otávio Cabral (orgs.), Maceió: EDUFAL, 2013, p. 47-60.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACEDO, Francisco Xavier de  

(Engenho Olho D´Água, Limoeiro de Anadia - AL 03/12/1881 - Palmeira dos Índios - AL 29/12/1963). Monsenhor, padre, jornalista. Filho de João Ferreira de Macedo e Rita Barbosa de Macedo. Aos 13 anos, passou a residir em Pilar (AL). Devido às constantes transferências do pai, viveu em Maceió, Paulo Afonso (BA), Triunfo, Vila Nova (SE) e em Aracaju. Prestou o serviço militar como 2º Sargento de Polícia, em Sergipe. Em 1901, vai para Itabaiana (SE) e estuda no Ateneu Sergipano e, depois, no Colégio Salesiano, São Cristóvão (SE), entre 1901 e 1905. Foi admitido no Seminário de Nossa Senhora da Assunção da Arquidiocese de Maceió onde, em 15/11/1908, recebeu a Sagrada Tonsura e, em 24/11/1912, o Subdiaconato e, logo depois, o Diaconato, sendo, em 08/12/1912, ordenado Sacerdote. Em 1913, empossado vigário da Paróquia de Mata Grande ??. Em 1914, foi nomeado Vigário Encomendado da Freguesia de Paulo Afonso/BA. Em 1919, passou a Diretor do Colégio Diocesano de Penedo. Em março de 1920, assumiu, interinamente, o Encargo da Freguesia de Nossa Senhora do Amparo, em Palmeira dos Índios. Em 09/01/1921, Dom Jonas Batinga concedeu-lhe, definitivamente, o posto. Foi o vigésimo primeiro pároco e o terceiro vigário colado dessa freguesia. Para formar novas lideranças e bons dirigentes, atraiu duas Congregações Religiosas: a primeira, a Congregação das Filhas do Amor Divino, fundadora do Colégio Cristo Redentor e a segunda, a do Sagrado Coração de Jesus, que fundou o Colégio Pio XII. Foi promovido a Cônego, depois a Consultor Diocesano e, posteriormente, a Monsenhor Camareiro do Papa Pio XII e, depois, nomeado Vigário Foraneo e Monsenhor Protonatório Apostólico. Lutou por tornar a cidade de Palmeira dos Índios a terceira Diocese de Alagoas. Motivando autoridades e o povo em geral, sensibilizou o Bispo da Província e o Núncio Apostólico, através de um bem fundamentado projeto elaborado por Luiz Barros Torres, no qual demonstrava que a Paróquia de Nossa Senhora do Amparo estava à altura de ser Diocese. A vitória não tardou. Em 10/02/1962, o Papa João XXIII aprovou, através da Bula -Ad Perpetuam Rei Memoriam-, Palmeira dos Índios como a 3ª Diocese de Alagoas. Patrono da cadeira nº 16 da APALCA e da cadeira nº 02 da ACALA. No campo literário, fundou, em 1921, o hebdomadário O Índio, que durou até 1925, em Palmeira dos Índios. Obras: O Álbum do -Índio-, Palmeira dos Índios: Tip. Indiana, 1921; Meu Exame de Consciência (Biografia), Maceió: SERGASA, 1962 (2ª edição, da primeira não se tem data) Artigos no jornal O Índio.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACEDO, Gilberto de  

(Penedo - AL 28/08/1923 - Maceió - AL 03/11/2008). Médico, professor. Filho de Serapião Rodrigues de Macedo e Áurea Barreto de Macedo. Estuda no Colégio Tobias Barreto (SE), no Liceu Alagoano e no Ginásio Pernambucano (PE). Diplomado pela Faculdade de Medicina, da Universidade do Recife (1948), doutor em Medicina Legal pela Faculdade de Direito da UFAL. No Rio de Janeiro, participou de cursos de especialização em Neurologia, Psiquiatria e Administração Hospitalar. Professor catedrático de Psicologia da Faculdade de Medicina da UFAL. Livre-docente em Medicina Legal e Criminologia, da Faculdade de Direito, com a tese A Periculosidade na Moderna Medicina Legal. Professor titular de Psicologia Aplicada, da Faculdade de Filosofia e Letras, como também da Escola de Serviço Social Padre Anchieta. Sanitarista do Departamento Estadual de Saúde, bem como chefe de Higiene Mental do IPASE, em Maceió. Membro da AAL - ocupa a cadeira 40 -, e do Conselho de Redação da Revista Caeté. Sócio do IHGAL, empossado em 02/12/1989, na cadeira 59, da qual é patrono Adriano Jorge. Membro da SOBRAMES-AL, da Sociedade de Medicina de Alagoas, da Academia Brasileira de Neurologia, da Sociedade Brasileira de Higiene, da Societé Internationale de Criminologie (Paris). Presidente da Sociedade Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. Ocupou a cadeira nº 11 da Academia Alagoana de Medicina. Obras: A Periculosidade na Moderna Medicina Legal, Maceió: Imprensa Oficial, 1961; Destino da Neurologia na Medicina Contemporânea, Maceió: Edições Caeté, 1961; O Espírito da Física Contemporânea, in Revista dos Estudantes da Faculdade de Direito do Recife; As Formas do Texto, Ed. Universitária, 1979 (Separata do Documentário das Comemorações do Cinquentenário do Grêmio Literário Guimarães Passos (1, 119-129). Segundo lugar no concurso de monografias sobre -A Vida e a Obra dos Integrantes do Grêmio Literário Guimarães Passos, (ensaio crítico literário) A Política da Palavra, Maceió; DAC/SENEC em convênio com DAC/MEC, 1978. (ensaio crítico literário) Casa Grande & Senzala - Obra Didática ? (Sugestões para sua utilização em estudos universitários interdisciplinares no Brasil e talvez noutros países - Comentários de Gilberto Freyre, Rio de Janeiro: Cátedra, Brasília, INL, 1979 (ensaio) Vida e Obra de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, Recife: Editora Massangana, 1982 (ensaio) Aculturação e Doença. Convergências Sócio-Culturais em Medicina Psicossomática, Maceió: Ed. DEC, 1967; Cultura e Patogênese. Relações das Ciências Sociais com a Medicina, Ed. Universitária, 1969, Separata de Neurobiologia, Tomo 15, n. 1; Recife, 1952; Diagnóstico da Sociedade Tecnológica: Conflito e Violência na Sociedade Contemporânea, Maceió: UFAL, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 1969; Psiquiatria, Medicina, Cultura, Programa Nacional de Atualização Médica, Fontoura-Wyeth, São Paulo, 1976; Criminologia, São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 1977; As Formas do Texto, Separata do documentário do Grêmio Literário Guimarães Passos, (1, 119-129), Maceió: [s. ed.] 1979. (Segundo lugar no concurso de monografia sobre - A Vida e a Obra de Integrantes do Grêmio Literário Guimarães Passos) As Novas Diretrizes da Criminologia, 1957, prefácio do professor Hilário Veiga de Carvalho; Criminologia: Novas Diretrizes; Breves Ensaios Sobre Biopsicologia, Endrocrinologia e Biotipologia c Criminais e Assuntos Afins, São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 1977, 2ª edição; Breves Ensaios Sobre Biopsicologia Endrocrinologica e Biotipologia Criminal e Assuntos Afins, Maceió: Imprensa Oficial, 1953. Monografias: Estudos Criminológicos I: A Criminalidade em Alagoas, (Artigos e Conferências), Maceió: Imprensa Oficial, 1953; A Psicopatologia e a Vida Moderna, SAMA, edição da Faculdade de Medicina de Alagoas e Sociedade de Medicina de Alagoas, 1954; Aspectos da Criminologia Contemporânea, [Maceió], Caeté, 1957; Atualidade de Artur Ramos, Maceió: DEC, 1961, Série de Estudos Alagoanos; Caderno VIII; A Criminalidade em Alagoas, Maceió: Imprensa Oficial, ?; Destino da Neurologia na Medicina Contemporânea, Maceió: Imprensa Oficial ou Ed. Caeté, 1961; Estrutura e Destino da Psicologia Contemporânea, Ed. Caeté, 1961; Introdução à Medicina Sociocultural, (A Medicina Ante as Ciências Sociais) vol. I, Centro de Estudos Médico-Psicológicos, CEMP, vol. I, 196-CEMP, v.VI, 1967; Ciências Sociais e Medicina Interna, (A Medicina Ante as Ciências Sociais) v. VII, CEMP, [s.d.]; Aspectos Psicossomáticos da Odontologia, Maceió: EDUFAL, 1975; Medicina Psicossomática e Medicina Sociocultural, CEMP, 1967; Sociologia, Antropologia e Psicologia Médicas, (A Medicina Ante as Ciências Sociais) v. IV, Maceió: CEMP, 1966; Modernas Convergências Sociais em Medicina (A Medicina Ante as Ciências Sociais), v. V, Maceió: CEMP-UFAL, 1969; Diagnóstico da Sociedade Tecnológica, Conflito e Violência na Sociedade Contemporânea, Maceió: Ed. Universitária, 1969; Abordagem Interdisciplinar em Medicina, Maceió: CEMP- UFAL, 1968; Ginecologia Psicossomática e Ginecologia Sociocultural, (A Medicina ante as Ciências Sociais), v. VII, Maceió: CEMP- UFAL , 1967; Medicina Psicossomática e Medicina Sócio-cultural, A Medicina Ante as Ciências Sociais, v. III Centro de Estudos Médico-Psicológicos - CEMP, Maceió: [s. d.]; Pediatria Psicossomática e Pediatria Sociocultural, Maceió: CEMP, 1968; A Universidade Dialética - Consciência, Violência e Conflito na Universidade, Maceió: CEMP, 1969; A Tecnologia da Educação e os Objetivos da Universidade- Artigo 31, Maceió: EDUFAL, ?; Ciências do Comportamento e Medicina, Maceió: UFAL, Instituto de Filosofia Humana, 1970; Psiquiatria, Medicina, Cultura, Maceió: [s. n.] 1976; A Universidade Dialética. Consciência, Liberdade e Saber, 4a. ed. Maceió: EDUFAL, 2000; Introdução à Medicina Sociocultural (A Medicina Ante as Ciências Sociais) V.I , Maceió: Centro de Estudos Médico-Psicológicos - CEMP, [s.d.]; A Psicologia e a Formação do Médico (A Medicina Ante as Ciências Sociais) Vol. X, Maceió: CEMP [s.d.]; Introdução à Psicologia, Ed. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UFAL, 1969; Cultura e Patogênese. Relações das Ciências Sociais com a Medicina, Ed. Universitária, 1969; Ciências Clínicas e Ciências do Comportamento (Uma Abordagem Interdisciplinar) Maceió: Faculdade de Medicina, UFAL, 1973; Aspectos Psicossomáticos da Odontologia, Maceió: EDUFAL, 1975; Diretas Para Reitor ou Universidade Dialética, Maceió: IGASA [s.d.]; Universidade e Ciência. Reflexões a Partir de uma Universidade do Nordeste Brasileiro, Maceió: Centro de Ciência da Saúde, UFAL, 1987; Universidade e Política Social, Maceió: EDUFAL, 1984; Educação, Ciência e Vida, Maceió: EDUFAL, 1988; A Medicina, Ato de Consciência, Maceió: CEMP, 1970; Ciências do Comportamento da Medicina, Maceió: UFAL, Instituto de Filosofia Humana, 1970; A Periculosidade: Aspectos Criminológicos e Médico-legais, Maceió: Edições Cores, 1976; Política da Universidade, Política da Palavra, Maceió: EDUFAL, 1986; A Medicina e Nossos Médicos, nos 87 Anos da Sociedade de Medicina de Alagoas, Maceió: Ed. Catavento, 2001; Gilberto Freyre: A Sedução do Saber (Comemorativo do Centenário de Nascimento de Gilberto Freyre), Maceió: Imprensa Oficial e Graciliano Ramos, 2006; A Medicina. Arte Clínica e Prática Social. Produto da Educação Libertária, Discurso na qualidade de patrono na solenidade de colação de grau dos médicos de 1986; A Neurologia da Conduta, Maceió: Imprensa Oficial; Para Receitar, Maceió: IGASA. Artigos em periódicos: Menores Delinquentes (Análise Psicossociológica e Interpretação Jurídica), in Revista Letras Jurídicas, Maceió Imprensa Oficial, 1971, Ano. 9, N. 16, p. 37 - 38; Pensar a História. Discurso de Posse no IHGAL em 2 de Dezembro de 1989, revista do RIHGAL, v. XLIII, Anos 1991-1992, nº. 43, Maceió, 1992, p. 42-47; Do Imaginário ao Metodológico - Ensaio Sobre -Casa Grande & Senzala-, Revista da AAL, nº. 1, p. 119-144; Poesia e Eternidade, Revista da AAL, nº. 2, p. 127-128; Oração Para um Folclorista Intrépido, Revista da AAL, nº. 02, p. 202-204 (no enterro de Aloísio Vilela, em Viçosa, em 4/9/1976) Resenha de Livros, Revista da AAL, nº. 2, p. 207-211; Resenha de Livros, Revista da AAL, nº. 3, p. 309-311; A Literatura e a Crise da Cultura, Revista da AAL, nº. 4, p. 113-117; Revista de Livros, Revista da AAL, nº. 4, p. 229-231; Função da Literatura, Revista da AAL, nº. 5, p. 131-132; As Formas do Texto, Revista da AAL, nº. 6, p. 101-129; Expressões da Narrativa: Dois Romances Alagoanos, Revista da AAL, nº. 6, p. 169-171; Tempo, Compasso da Existência, Revista da AAL, nº. 7, p. 117-120; O Universo Imaginário da Poesia, Revista da AAL, nº. 7, p. 143-146; Graciliano: Estética e Ideologia, Revista da AAL, nº. 8, p. 207-210; Discurso da Amizade e do Saber Médicos, Revista da AAL, nº. 08, p. 273-277 (trecho de oração de paraninfo dos formandos de 1981 da Escola de Ciências Médicas de Alagoas) Revista de Livros, Revista da AAL, nº. 8, p. 341-353; Revista de Livros, Revista da AAL, nº. 10, p. 175-180; Experiência e Introspecção em Graciliano, Revista da AAL, nº. 11, p.. 97-101; Fragmentos, Revista da AAL, nº. 13, p. 9- 28 (ensaio) Escritores Alagoanos, Revista da AAL, nº. 14, p. 78-100; Breviário, Revista da AAL, nº. 14, p. 136-150 (ensaio) A Dialética na UFAL - Um Projeto Educativo Cultural, Revista da AAL, nº. 15, p. 69-101; Heloísa Medeiros, Revista da AAL, nº. 15, p. 249-252 (discurso na sessão em homenagem póstuma, em 05/04/1989) Dizer ..., Revista da AAL, nº. 17, p. 133-169; A Filosofia da Palavra (Prolegómenos a uma Teoria do Vocábulo), Revista da AAL, nº. 18, p. 46-49, Maceió: AAL, 2001 (ensaio) Depoimento, Revista da AAL, nº. 18, p. 50-56 (Conferência no Teatro de Arena Sérgio Cardoso, promovida pela FUNTED, na série Cultura sobre Nossas Figuras Pouco Lembradas, 5/11/1979) Cultura e Valores e Os Intelectuais: Estética, Ciência, Filosofia, Revista da AAL, n. 19, Maceió: AAL, 2003, p. 96-98 e 121-134, respectivamente (ensaios). Colaborou, com artigos científicos nas revistas: Ginecologia; Neurobiologia; Maternidade e Infância entre outras e, ainda, no Diário de Pernambuco, Jornal de Alagoas e A Gazeta de Alagoas. Foram publicados: Prologômenos a uma História Essencial da Medicina Alagoana, in Núcleo Alagoano de História da Medicina, ano 3. no. 3. jul./dez. 2010, p. 55-63 (extraído do livro Medicina em Alagoas - Médicos do Passado ??) Folclore e Psicanálise, in Boletim Alagoano de Folclore, Comissão Alagoana de Folclore, Século XXI, n. 01, 2001, Maceió: Imprensa Oficial, p. 53-56.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACEDO, Gislene Rodrigues Lemos de  

(AL). Cantora, pianista. Estudou no Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, instituição na qual concluiu bacharelado em Música Sacra (1969) com o TCC: Recital de Canto e Piano. Curso de especialização em Educação, UFPI (1978), com o TCC: Tecnologia da Educacional. Solista titular do Coro Sinfônico. Teve como professora de piano Marli Ximenes e de canto Joana Verne. Professora no Colégio Municipal do Rio Largo (1970-72). Professora na UFPI (1973-90). Professora na UNB (1990-96). Professora de Artes, Faculdade de Artes Dulcina de Moraes - FADM, desde 2009. Em 1972, organizou o coro da UFPI, assumindo as cadeiras de Técnica de Expressão Vocal e Piano Suplementar. Pianista do Grupo de Câmara, participando de vários concertos, recitais, cursos de extensão e diversos outros eventos ligados à área de música em Teresina e cidades vizinhas. Em 1986, fundou o Coral da Secretaria de Cultura do Piauí e, três anos mais tarde, o Madrigal da FUFPI. A convite do arcebispo de Teresina, organizou e regeu um coral de 200 vozes, apresentando-se no Dia Mundial da Paz. Transferiu-se para Brasília, onde trabalhou no Ministério da Educação e na Fundação Cultural do Distrito Federal, época em que também exerceu o cargo de diretora de música da III Igreja Batista do Plano Piloto, desenvolvendo as funções de regente e pianista dos corais existentes na referida igreja. Foi correpetidora nos cursos dos professores Zuínglio Faustini e Sônia Born. Na UnB, atuou como professora no Departamento de Música. Produções artísticas: Canto: Os Gondoleiros, 1984; Ópera Carmem de Bizet, 1982; A Flauta Mágica, 1982; Tesouros da Ópera, 1981. Música: Concerto de Férias, com E. C. Maciel, L. A. Gouveia, W. Cardoso Veras, A. M. Oliveira, 1978.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACEDO, Isabella Santos  

(AL??). Escritora. Graduanda do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFAL Campus Arapiraca. Obra: Capítulo de livro: Setor Administrativo, juntamente com Maria Francyelle Calixto de Araújo, Rafaela Barbosa Bezerra e Thais Andréia de Melo Barbosa, in Avaliação Pós-Ocupação da UFAL - Campus Arapiraca, Uma Experiência Didática...., Maceió: EDUFAL, 2011, p. 89-116.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

MACEDO, José Rafael de  

( ? ). Deputado geral, padre. Substituiu, na legislatura 1835-37, na Câmara Geral, o padre José Vicente de Macedo, que fora assassinado após ter sido eleito deputado. Suplente de deputado provincial na legislatura 1854-55.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

<< Anterior 1 . 2 . 3 . 4 . 5 . 6 . 7 . 8 . 9