A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

LAGOA FUNDA  

nome anterior de Belo Monte.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAGOA,  

Serra Segundo IFL, pertence ao Pediplano Sertanejo, no maciço de Mata Grande.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAGOA,  

Rio Afluente da margem esquerda do Rio Piauí, segundo o Convênio SEMA/SUDENE/Governo do Estado de Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAJE  

Serra, no rio Mundaú, segundo IFL, do Patamar Cristalino do nível de 500 metros.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAJE  

Serra, segundo IFL, no Pediplano Sertanejo, na zona de Arapiraca.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAJES  

Riacho, da vertente oriental, corta o município de Porto de Pedras.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAMEIRAS, Maria Stela Torres Barros  

(Água Branca - AL 15/12/1949). Escritora, professora. Filha de Milton Luna Barros e Dulce Torres Barros. Primeiros estudos em sua cidade natal, mas foi em Penedo, onde cursou o Primário, no Grupo Escolar Gabino Besouro e o Ginasial e o Pedagógico, no Colégio Imaculada Conceição. Graduação em Letras, UFAL (1971). Mestrado em Letras e Linguística, UFAL (1999). Doutorado em Pós Graduação em Letras e Linguística, UFAL (2006). Outros cursos: Recyclage Méthodologique, Université Sorbonne Nouvelle (1974). Extensão universitária em Linguistique Générale et Méthodologie du Français, Université de Toulouse II - Le Mirail (1980). Foi professora de Português e Francês das redes pública e privada. Posteriormente, professora de Francês do CESMAC e da UFAL. Pesquisadora nas áreas de Linguística Aplicada e Análise do Discurso, linha de pesquisa à qual tem se dedicado nos últimos anos, com publicações na área, notadamente versando sobre a relação Análise do Discurso, Mídias e Demandas Sociais. Professora da UFAL desde 1993, tendo sido, anteriormente, Professora Colaboradora da mesma Universidade por um período de 5 (cinco) anos. Diretora da EDUFAL desde 09/2012. Obras:Entre os Contos de Uma Posse e o Poder da Palavra,Maceió: EDUFAL, 2008;O Consumo - co- Tradução do Original em Francês, com B. C. Cavalcante, R. Rocha, Maceió: EDUFAL, 2011. Capítulos de livros:Ensino de Língua X Cultura: Em Busca de Um Aprendiz Artesão, Autônomo e Cidadão, inLíngua, Cultura e Ensino, Roseanne Rocha Tavares (org.), Maceió: EDUFAL, 2006, v. 1, p. 29-39. Artigos em periódicos:A Produção de Resumos nas Aulas de Leitura de Leitura e Produção de Texto em Língua Francesa, inAnais da XVII Jornada de Estudos Linguísticos, 2003, v. 01, p. 160-162;Aflorando Sentidos: Discurso Político e Doses de Poesia, inLeitura (UFAL), v 2008, 40, p. 105-130. Entre os eventos dos quais participou, com apresentação de trabalho, destacam-se o CONGRESSO INTERNACIONAL da Federação de Professores de Francês, em Québec, no Canadá, em 2008 e o Colóquio da ARIC (Associação para a pesquisa intercultural) sobre Práticas Culturais, na Universidade de Fribourg, na Suíça, em agosto de 2010, no qual participou, também, da MESA-REDONDA DE ENCERRAMENTO, que reuniu representantes de vários países, quando houve um debate sobre Língua & Cultura: Um Percurso em Paralelo. -Langue-Culture: um parcours em parallèle-.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAMENHA FILHO, Antônio Semeão  

(Engenho Coronha, São Luís do Quitunde - AL 28/08/1919 - Maceió - AL 03/01/1997). Governador, deputado estadual, empresário rural. Filho de Antônio Semeão Lamenha Lins e Olímpia Lins Lamenha. Fez seus cursos primário e secundário no Colégio Diocesano, tendo, com 17 anos, por causa da morte do pai, passado a dirigir os negócios da família, em um período que se caracterizou pela crise do açúcar banguê no Estado. Iniciou sua vida pública em 1946, sendo um dos fundadores do PSD. Nesse mesmo ano foi escolhido diretor da Cooperativa dos Banguezeiros e da Associação dos Fornecedores de Cana, para a gestão 1946/1948. Em 1950, foi eleito prefeito de São Luís do Quitunde. Em 1954, foi eleito para a Assembleia Legislativa, cargo para o qual seria reconduzido por duas eleições, as de 1958 e 1962, tendo sido presidente dessa instituição legislativa. Com a extinção dos partidos políticos e a instauração do bipartidarismo, filia-se à ARENA. Eleito governador, por via indireta, assume em 16/09/1966, tendo permanecido até 15/03/1971. Em seu governo - no qual se festejou o sesquicentenário da Emancipação de Alagoas - ampliou a eletrificação do estado, bem como levou o abastecimento de água encanada às cidades do interior. Estendeu a rede pavimentada do litoral norte, cuidou da política educacional e da reforma administrativa. Implantou o Conselho Estadual de Cultura, concedeu a sede atual da AAL e criou o Instituto de Tecnologia e Pesquisa Aplicada, entre outras atividades governamentais. Em 1977, desliga-se da ARENA e passa a cuidar de suas atividades particulares. Obras: Uma Experiência de Reorganização do Serviço Público. Maceió, Imprensa Oficial, 1968; Festa de Reencontro, Revista da AAL, n. 15, p. 217-221 (discurso na sessão solene de entrega da atual sede da AAL, quando recebeu o título de sócio benemérito) Discurso de Instalação do Conselho Estadual de Cultura, Revista da AAL, n. 17, p. 53-55; Mensagem Apresentada pelo Governador Lamenha Filho à Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas em 21/4/1967; Maceió, 1967; Mensagem ao Poder Legislativo do Estado. Governador Lamenha Filho em março de 1968, Maceió, 1968; Mensagem Apresentada pelo Governador Lamenha Filho à Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas em 21/04/1969, Maceió: Imprensa Oficial, 1969; Mensagem Apresentada pelo Governador Lamenha Filho à Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas em 15/03/1970; Pelo Desenvolvimento das Alagoas, [ s ed.].


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAMENHA, Karoline do Carmo Ramos  

(AL?). Escritora. Obra: Capítulo de livro: Do Louco -Sem Razão- ao Sujeito -Cheio de Direitos-: Reconhecimento Sócio-Histórico da Loucura e as Políticas de Saúde Mental, juntamente com Rosa Prédes, Amanda Alves da Silva, Ana Paula de Lira Medeiros, Daniele Marinho Barros da Silva, Marina do Nascimento Gonçalves, Sheila Érika Ferro e Thais Karina Guedes Bezerra de Melo Barbosa, in Crise Contemporânea e Serviço Social, Maceió: EDUFAL, 2010, Gilmaisa Costa, Rosa Prédes e Reivan Souza (orgs.), p. 395-429.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

LAMENHA, Ladjane Apolinário  

(AL?). Escritora. Obra: Capítulo de livro: Gertrude Stein: Uma das Precursoras da Arte Moderna, in Diálogos Multimidiáticos: Leituras sobre Gertrude Stein e Décio Pignatari, Maceió: EDUFAL, 2010, Aloísio Nunes. (org.), p. 59-62.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

1 . 2 . 3 . 4 . 5 . 6 . 7 . 8 . 9