A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

KALANKÓS  

Tribo indígena descoberta em 1998, vivendo no sítio Gangorra, entre os municípios de Água Branca e Pariconha. Segundo informações recolhidas quando da descoberta, são descendentes dos Pancararus nativos da região conhecida como Brejo dos Padres, no município de Tacaratu (PE), na divisa com Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KALOÃ, Pedro nome artístico de Pedro Henrique Melo Souza  

 (Maceió - AL 01/11/1988). Artista circense. Arte-educador nas áreas de circo, teatro, audiovisual e circo-teatro. Executou trabalhos e performances para grandes empresas e instituições públicas, como FUNARTE, MINC, SESC/AL, Prefeitura Municipal de Arapiraca, entre outras. Na área circense, ministra oficinas de diversas modalidades: malabares artesanais (cometas, bolinhas), pirofagia (número com fogo), perna-de-pau, acrobacia aérea e solo, diabolô (iôiô chinês) e devil stick. Foi contemplado, em 2008, pelo Ministério da Cultura, com o projeto O Circo e o Som, concorrendo pelo município de Arapiraca.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KAMIYA, Regiane Umeko  

( AL ?). Professora, doutora, Odontológa formada pela UNESP, com Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado em Microbiologia pela UNICAMP. Atua nas áreas de Microbiologia Oral, Médica e Molecular. Obra: Bacteriologia Geral Para as Ciências Biológicas e da Sáude juntamente com Denise Maria Wanderley Silva e Fernanda Cristina de Albuquerque Maranhão, Maceió: EDUFAL, 2011.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KAPETANAKIS, Evangelina, dita Lily  

(Atenas - Grécia 1954). Pintora. Desde 1980, mantém uma residência-ateliê em Maceió, onde passa um período a cada ano. Estudou na Foundation Studies in Fine Art, Bayam Show School, em Londres, Inglaterra (1975), e na Escola Superior de Belas Artes, em Atenas. Sua primeira exposição individual foi em 1981, na Galeria Egenopoulos, de Atenas. Em Maceió, sua primeira individual ocorreu em 1987, na Karandash-Arte Contemporânea; 1989: Galeria da UFAL; 1990: Fundação Cândido Mendes (RJ) 1991: RG Oficina de Arte; 1993: RG Oficina de Arte; 1994: Pequena Galeria do Centro de Artes Candido Mendes (RJ). Coletivas: 1988: Grandes Artistas- Pequenos Trabalhos, Galeria Karandash; 1989: Cor, Movimento, Estrutura, Museu Municipal de Atenas, em cooperação com a Embaixada do Brasil, e, juntamente com Rogério Gomes e Jadir Freire; 1990: Quarteto Ponto e Linha com Rogerio Gomes, Reinaldo Lessa & Dida Lira, Maceió; RG Oficina de Arte, Arte Natal; 1991: Contemporary, Galeria Karandash; Galeria do Melia; 1993: RG Oficina de Arte I; 1995: Prova do Artista, juntamente com Rogerio Gomes, Salvador, (BA). Citada na obra Arte Contemporânea das Alagoas, publicada em Maceió, em 1998. É um dos artistas divulgados na obra Arte Alagoas II, publicada quando da exposição em homenagem ao centenário de nascimento de Jorge de Lima, pela Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KARA DE COBRA  

(?? ). Compositor, cantor. Discografia: CD Campeão de Vaquejada, Produção Independente, sendo de sua autoria as composições: Campeão de Vaquejada; Cobra Venenosa; Saudade do Meu Cavalo; Alô Viçosa; Morena Linda; Adeus, ByeBye; Flor de Uma Manhã; Siga Seu Caminho; Mulher Preferida; Mulher Ingrata e Vaqueiro Bom.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KARA VÉIA nome artístico de Edvaldo José de Lima  

 (Chã Preta - AL ? 1973, José Maria Tenório informa da possibilidade de, em verdade, ter nascido em Barra Nova, município de Quebrangulo - Maceió - AL 27/03/2004). Cantor, vaqueiro, locutor de vaquejada, compositor. Filho de José Petrúcio de Lima. Inicia a sua carreira de cantor em 1988. Em 2001, fez sucesso com a música Foi Você, que lhe rendeu mais de 80 mil cópias vendidas de seu 2º CD. Dentre os sucessos que gravou, estão: Filho Sem Sorte, Mulher Ingrata e Fingida, Paixão de Boiadeiro e Boi de Carro, além das músicas de sua autoria, como Sonho Colorido, Casamento de Vaqueiro, Foi Você, Princesa dos Montes (Homenagem a Chã Preta). Discografia: 1º CD Pé de Umbuzeiro, com Carlos Cavalcante, 2º CD Os Caras-metade das Vaquejadas, juntamente com Perreca, Estúdio Conchas, Maceió, todas as músicas de sua autoria; o 3º CD Kara Véia - A Karametade das Vaquejadas, CD Polydisc, Gravação Somas, Recife, 2002, em que são de sua autoria: Vaqueiro Ruim, Parque Antônio Rouco, Casamento de Vaqueiro, Estrelas da Manhã, Eu Essa Noite, Canções de Vaqueiro, Fim de Semana, Cadê o Beijo, Meu Cavalo, Delírio de Amor, Te Dei Amor Te Dei Carinho, Vaqueiro Bom e Sol de Verão.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KARAPATÓS ou KARAPOTÓS  

 Tribo indígena difundida por todo o Estado. Atualmente lutam por sua identidade e direitos, especialmente aqueles do grupo do antigo Tingui.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KARIRI-XOCÓS  

Tribo indígena que vive às margens do Rio S. Francisco. Vera Calheiros teria desenvolvido um trabalho, na UFAL, em que discute a história e o processo político desse povo. Tem sido objeto de estudo sistemático do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Alagoas, na UFAL. Haveria um relatório sobre a cerâmica utilitária e o toré desse grupo.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KELLER, Willy  

( ? Alemanha 1900 - Rio de Janeiro - RJ 24/04/1979). Professor, tradutor. Foi professor de Arte Dramática do SNT. Fundador, em 1957, do Instituto Cultural Brasil-Alemanha. Diretor teatral, trazido para Maceió por Leda Collor de Mello, quando dirigia a Sociedade de Cultura Artística de Alagoas a convite do governo alagoano. Dirigiu o TAM, tendo encenado, entre outras, as peças Os Inimigos Não Mandam Flores e Amanhã se Não Chover, no Pequeno Festival do Autor Nacional. Em 1974, apresentou, pela Rádio Televisão de Colônia (Alemanha), a peça, por ele traduzida, O Processo Crispim (Der Prozess Crispin), de Luiz Gutenberg. Traduziu, ainda, para o alemão, romances de Graciliano Ramos e Guimarães Rosa, entre outros.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

KEPLER, João  

(?? ). Escritor. Obra: Capítulo de livro: A Importância de Preservar o Passado in Meninos da Avenida História Que Eles Contam, Maceió: Imprensa Oficial Graciliano Ramos, 2012, p. 247-248.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

<< Anterior 1 . 2 . 3