A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

HORA, Sebastião Vaz Pereira da  

(Porto de Pedras - AL 11/07/1902 - Maceió - AL 05/12/1959). Médico. Filho de José Francisco da Hora e Joaquina Pereira da Hora. Formado pela Faculdade de Medicina da Bahia (1922), onde entrara aos quinze anos, em 1917. Poliglota. Auxiliar, ao lado de José Silveira, do Serviço de Tisiologia da Santa Casa da Bahia. Cursos em Berlim, com o professor Boas-Charti. Cursou Tisiologia também em Viena, na Áustria. Versátil, ao retornar a Alagoas, passou a ensinar inúmeras disciplinas: sociologia, psicologia, matemática, filosofia e medicina. Entrou para a militância comunista na década de 1930. Em 1935, um dos fundadores e membro da direção da Aliança Nacional Libertadora - ANL, em Alagoas. Polemizou através da imprensa alagoana com Leôncio Basbaum, médico e ativista comunista, que estava escondido em Maceió, sobre a eficácia da homeopatia. Preso, em 1935, é levado para Recife e, depois, para o Rio de Janeiro. Graciliano Ramos, em Memórias do Cárcere, menciona-o, entre os alagoanos presos em 1936 e transferidos para o Rio de Janeiro. Quase que não deixou trabalhos escritos, mas revelou-se pela oratória e pelos métodos terapêuticos às vezes não usuais em sua época. A Escola de Ciências Médicas de Alagoas, hoje universidade, homenageou-o em 23 de março de 1979 ao dar o seu nome ao anfiteatro de Anatomia Patológica. E o CESMAC, em virtude do autodidatismo de seu patrono em psicologia, como em filosofia, nomeou a Faculdade. ? Candidato a prefeito de Maceió em 1955. Patrono da cadeira nº 08 da Academia Alagoana de Medicina.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HORIZONTE, O  

Semanário -literário e noticioso.- Surge em Maceió em 04/05/1891. Publicado às segundas-feiras, embora também se afirme que se publica em dias indeterminados. Defendia -o direito da classe estudantil e artística.- Propriedade e redação de Júlio Ramos Soares e Araújo Patrício. Impresso na Tipografia Mercantil.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HORIZONTE, O  

Periódico -humorístico, literário e noticioso" fundado em 24/08/1882, em Pão de Açúcar, por João Jatobá.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HORTA, Felisberto Caldeira Brant Pontes de - Marquês de Barbacena  

(Arraial de São Sebastião, Mariana - MG 19/09/1772 - Rio de Janeiro 13/06/1842). Senador, deputado geral, militar, agricultor, industrial. Filho de Gregório Caldeira Brant e Maria Francisca de Oliveira Horta. Fez os preparatórios em Minas Gerais e Rio de Janeiro, para onde foi em 1786. Dois anos depois parte para Lisboa, para ficar com um tio de sobrenome Pontes, que o acolheu, levando a que incorporasse Pontes a seu nome. Estudou o secundário no Colégio dos Nobres, em Lisboa, e o superior na Academia de Marinha, também em Portugal. Foi capitão-de-mar-e-guerra em 1791; marechal de campo em 1827 e Marechal do Exército em 1829. Ajudante de ordens de seu tio Miguel de Melo, governador de Angola, participou da luta para a expulsão dos franceses dessa colônia portuguesa, na qual permaneceu durante dois anos. Em 1804, de passagem de Angola para Lisboa, em Salvador, casa-se com a rica herdeira Guilhermina de Castro Cardoso. Volta a morar em Lisboa, vindo para o Brasil em 1808 quando fica morando em Salvador (BA). Introduziu a prática da vacina contra varíola nessa cidade. Tornou-se senhor de engenho, modernizou o setor ao introduzir a máquina de vapor para moer a cana. Abriu a primeira linha de navegação a vapor entre Salvador e Cachoeira (BA) em 1819. Adotou a causa da autonomia brasileira, tendo sugerido à representação portuguesa que aderisse à independência do Brasil. Vai para o Rio de Janeiro, por ter sido eleito deputado, pela Bahia, à Assembleia Constituinte, na qual tomou assento a 11/10/1823. Em 1824, já agraciado com o título de visconde e graduado tenente-general. foi mandado para Londres, onde colabora para o reconhecimento pelos ingleses, bem como por outras cortes europeias, da Independência do Brasil. Ministro do Império, em 1825 e 1826, bem como, ainda por duas vezes, ministro da Fazenda. Lutou, em 1827, como chefe do exército na Cisplatina, tendo depois abandonado as atividades militares. Em 1829 representou D. Pedro I no casamento deste com a nossa segunda Imperatriz. Nomeado Conde com honras de grandeza de Barbacena em 12/10/1825 e Marquês de Barbacena em 12/10/1826. De 04 de maio de 1826 até a sua morte, foi Senador por Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HÉLIA  

(Povoado de Salgado, Delmiro Gouveia - AL?? 1950 ???). Artesã em algodão, produzindo o tecido em tear manual, segundo Mestres Artesãos das Alagoas. Fazer Popular de Carmen Lúcia Dantas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HÉRCULES de Almeida Mendes  

(Maceió - AL 26/08/1938). Pintor, desenhista, economista, bancário. Filho de Ezequiel de Oliveira Mendes e Maria Guiomar de Almeida Mendes. Primário no Grupo Escolar Manoel Diegues. Ginásio no Colégio Diocesano. Colegial no Liceu Alagoano. Formado em Ciências Econômicas (1965). Em 1966 ingressou no Banco do Estado de Alagoas, onde se aposentou. Cedo, interessou-se pelas artes plásticas. Curso de Desenho no CADES; e Desenho Publicitário pelo IUB-São Paulo. Em 1960, ganhou uma bolsa de estudos na Escola de Belas Artes de PE, na cadeira de Murais e Painéis, ministrado por Lula Cardoso Ayres. Destacou-se, em especial, nos trabalhos a bico de pena. Individuais: 1958: Desenhos Humorísticos, Lojas Seta. 1959: Desenho e Pintura, Teatro Deodoro. 1960: Desenhos Humorísticos, Galeria de Arte da Prefeitura, Recife-PE. 1961: Exposição de Desenhos, SOTECA. 1968: Desenhos de Humor, Teatro Deodoro. 1974: Exposição de Desenhos, Galeria Sucata Decorações 1977: Exposição de Desenhos, Galeria Sucata Decorações. 1980: Desenhos de Humor, União dos Palmares; Desenhos Humorísticos, Teatro Deodoro, Galeria Miguel Torres. 1990: Humor e Comunicação, Espaço Cultural da Telasa; Desenhos Humorísticos, saguão da Biblioteca Universitária, UFAL. 1996: Retrospectiva de Desenhos Humorísticos, Galeria Karandash. 1999: Exposição de Design Gráfico, 20 logotipos de empresas e instituições, SEBRAE/AL. 2000: Desenhos Humorísticos, Shopping Miramar. 2001: Exposição Permanente, Pavilhão do Artesanato (caricatura-objeto/charge-objeto/cartum-objeto, esculturas em cedro). 2003: Exposição Hércules, A Força do Humor, Pinacoteca Universitária, entre 10/04 e 10/06, com desenhos e -abjetos-. Coletivas: 1960: 21º Salão de Pintura, Museu Nacional de Belas do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro-RJ. 1961: Exposição de Desenhos - Por que a Fome?- Soteca, Loja-Centro; II Coletiva do Pessoal da Escola de Belas Artes de Pernambuco, Galeria Rozemblit, Recife-PE. 1962: Panorama de Artes Plásticas de Artistas Pernambucanos, Clube Internacional do Recife, Recife-PE; 21º Salão de Pintura, Museu do Estado de Pernambuco, Recife-PE. 1970: Salão de Artes Plásticas, FEMAC, Teatro Deodoro, 1º Prêmio em Desenho. 1974: Pintores do Nordeste, Desenhos, IHGAL/DAC/MEC; Desenhos e Pinturas, Galeria Sucata Decorações. 1979: Projeto Arco-Íris, Artistas Alagoanos, Galeria Rodrigo de Melo Franco, FUNARTE, Rio de Janeiro - RJ. 1980: II Mostra do Desenho Brasileiro, Sala de Exposições do Teatro Guaíra, Curitiba-PR.; Coletiva de Pintura e Desenho, Galeria Mário Palmeira. 1983: Um Estado do Nordeste do Brasil, Museu Sant-Egidio, Roma, Itália, sob o patrocínio da Pinacoteca da UFAL. 1985: Desenhos Humorísticos, Pinacoteca Universitária, no lançamento do Livro de Graça, juntamente com Manoel Viana e Nunes; Criação e Implantação do PRODUBAN/ Espaço Galeria Exposição Coletiva de Artistas Alagoanos, PRODUBAN. 1988: Coletiva de Artistas Alagoanos, Galeria Karandash; Salão Gauguin, AABB (Homenageado). 1989: I Mostra de Quadrinho Alagoano, Secretaria da Cultura, onde foi homenageado juntamente com Henfil; Retrospectiva de Desenhos, com a participação de Zezito Guedes, com Esculturas, Galeria Karandash; Alagoas Arte Atual FUNCHALITA. 1995: Grande Coletiva de Artistas Alagoanos, Projeto Arte-SESC; Coletiva de Artistas Alagoanos, Galeria SEBRAE. 1996: Coletiva de Desenho e Pintura, Galeria do Hotel Meliá. 1998: Três Traços, Exposição de Desenhos Humorísticos, Nunes Lima/ Ênio Lins / Hércules, Galeria SESC-Centro; Coletiva de Desenho e Pintura, Galeria do Hotel Meliá. 2000: Humor e Folclore, Enio Lins/Hércules Mendes/Léo Vilanova, no saguão do Teatro Deodoro. 2002: Coletiva de Artistas Alagoanos, Museu da Imagem e do Som; -Abjetos-, Shopping Iguatemi. E, ainda, Coletiva da Galeria Ambiental; Coletiva do III Festival Nortista do Teatro Amador; Exposição de Pintura e Desenho, Aliança Francesa; Festivais de Verão de Marechal Deodoro; Exposição de Pintura e Desenho, Ateliê Leila Pedrosa; Exposição de Pintura e Desenho, Galeria Portinari; II Amostra de Desenho Brasileiro, Sala de Exposição do Teatro Guaíra; Coletiva de Artistas Alagoanos, Pinacoteca Universitária; Na Mira do Humor, Shopping Mira-Mar, Maceió. 2011: Exposição na Galeira de Arte Fernando Lopes do CESMAC; Jaraguá Hércules - Desejos e Objetos (escultura e humor gráfico - bico de pena). Participação em Salões de Humor (Trabalhos Selecionados): 1960: Salão de Humoristas, Museu Nacional de Belas Artes. Mostra Internacional, Rio de Janeiro-RJ. 1978: V Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Piracicaba-SP. 1980; VII Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Piracicaba-SP; Feira Nacional de Humor, Ação Cultural, Teatro Guaíra, Curitiba-PR. 1981: VIII Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Piracicaba-SP. 1983: X Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Piracicaba-SP; I Salão Nacional de Humor de Pernambuco, Recife-PE. 1984: II Salão Nacional de Humor de Pernambuco, Recife-PE. 1986: II Salão Nacional de Humor de Alagoas, (como convidado especial). 1999: II Salão Nacional de Humor de Caratinga, Caratinga-MG; 41 International Cartoonfestival, Centrum Knokke-Heist, Bélgica; 21º, 22a. e 23a. Yomiuri International Cartoon Contest, The Yomiuri Shimbun, Tokio, Japão; Second Humo Daeva International Cartoon Contest, Romênica. 2000: II Festival Internacional de Humor e Quadrinhos de Pernambuco, Observatório Cultural Malakoff, Recife-PE; VII Muestra Iberoamericana de Humor Gráfico de Alcalá, Universidad de Alcalá de Henares, Espanha; 27º Salão Internacional de Humor de Piracicaba; III Salão Nacional de Humor de Caratinga. 2001: 41a. International Cartoonfestival, Cultureel Centrum, Knokke-Heist, Bélgica; 28º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Piracicaba-SP; 1º Salão Internacional de Humor da Bahia, Salvador-BA; III Festival Internacional de Humor e Quadrinhos de Pernambuco. 2003: Salão de Humor do Piauí, Teresina (PI) e, ainda, do I FreeCartoon Webb International Cartoon Festival, China; 2rd Courage World Cartoon Contest, China, Taiwan, IRANCARTOON/ First Cartoon Webb Contest, Iran; II Salão de Humor Carlos Drummond de Andrade, Itabira (MG) Bienal Internacional del Dedeté, Habana, Cuba; VIII Muestra de Humor Gráfico, Universidade de Alcalá, Espanha; 22º Yomiuri International Cartoon Contest, The Yomiuri Shimbun, Tokio, Japão; Ninth Deajeon Int-l Cartoon Contest, Korea, Park, Gallery/Taejon City, Korea (5º prêmio) 2010: Porto Cartoon World Festival, Museu Nacional das Imprensa, Porto, Portugal (doou os trabalhos selecionados) 2013: 1ª Bienal Internacional da Caricatura, Maceió, Aliança Francesa de Maceió (humor gráfico e esculturas). Trabalhos publicados em veículos de Comunicação: O Segunda Feira; A Gazeta de Alagoas; Jornal de Alagoas; Correio de Maceió; Jornal da Produção; Desafio; Repórter Semanal; Informativo Produban; Revista da ABDE; O Momento; Suplemento Gazeta Mulher; Revista do CEAG/AL; Revista Última Palavra, Televisão Jornal do Comércio; O Repórter; Expediente Bancário(Sindicato dos Bancários de Alagoas). Criação e Desenhos de Logotipos: AAI; Banco do Estado de Alagoas; Grupo João Lyra; FEMAC; Fertiliza; SENEC; Choatisal, EMEL, Sindicato dos Bancários, entre outros. Ilustrou: Folguedos de Alagoas, Coleção Folclórica da UFAL, Maceió, Museu de Antropologia e Folclore, 1977; A Ilha, de Carlos Moliterno; Folguedos Natalinos, de Théo Brandão; Canto Livre, de Emanuel Fay; A Chegança, de Théo Brandão; Poesia, de Lúcia Guiomar; Reflexões, de Heliônia Ceres; Noturno em Dó Maior, de Heloísa Medeiros e Universidade Empresa, de Jari Braga. Painéis e Murais: Painel na Loja A Carioca; Mural do Estádio Rei Pelé (Trapichão) Mural da Associação da CEF; Painel na Sociedade de Medicina de Alagoas; Painel na Sala de Música da Polícia Militar, entre outros. Obras: O Livro de Graça, (Maceió), Gráfica Editora A Gazeta de Alagoas, 1984, juntamente com Manoel Viana, apresentação de Imanoel Caldas. Figura entre os artistas divulgados no livro Brasil - Arte do Nordeste, editado em 1986 pela Spala, e coordenado por Walmir Ayala. Encontra-se, ainda, entre os artistas da obra Arte Contemporânea das Alagoas publicado em Maceió em 1989, com a coordenação de Romeu de Mello Loureiro. Participou da Exposição Arte de Alagoas, realizada, em 1993, na Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro. É um dos artistas divulgados na obra Arte Alagoas II, publicada quando da exposição em homenagem ao centenário de nascimento de Jorge de Lima, pela Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro. E, ainda, no Álbum Folguedos de Alagoas, Coleção Folclórica de Alagoas; Álbum de Xilogravuras, Coleção Folclórica da UFAL; como também em Adiante. Pesquisa Humor Brasileiro, Lapi, Rio de Janeiro; Livro de Humor. Agora Falando Sério, de Manoel Viana, Maceió; Álbum Roteiro Cultural e Turístico, Maceió; Cadastro Arte Maior (De Alagoas), Recife; Catálogo Brasileiro, Artes Plásticas, São Paulo e Edição Especial da Revista Banco Essencial/ASBACE, Brasília. É o único alagoano que consta do Catálogo da 1ª Bienal Internacional da Caricatura, Rio de Janeiro: Editora Gala, 2015..


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HÊNIO, Milton... Neto de Gouvêa  

(Maceió - AL 06/05/1937). Médico. Filho de Antônio Calmon de Gouvea e Heloísa Neto de Gouvea. Estuda no Colégio Guido de Fontgaland. Forma-se pela Faculdade de Medicina da UFAL (1962). Cursos em sua área de especialização: Gastroenterologia Cirúrgica, no Hospital das Clínicas de São Paulo, Desenvolvimento Psicológico da Criança, e Atualização sobre Pneumopatias.Foi médico do Hospital Infantil da Santa Casa de Misericórdia de Maceió; Hospital da Polícia Militar de Alagoas; Clínica Infantil de Maceió (da qual foi fundador e diretor médico, durante quatro anos) fundador e diretor presidente durante quinze anos da Assistência Médica Infantil (AMI). Nesse período realiza visitas a diversos hospitais da Europa e EUA. Participou de Jornadas Alagoanas de Pediatria, de Jornadas Brasileiras de Pediatria, de Congressos Brasileiros de Pediatria, Membro: da Associação Médica Brasileira, da Sociedade Médica de Alagoas, da Sociedade Brasileira de Pediatria; da Sociedade de Pediatria de Alagoas, da Academia Americana de Pediatria, da SOBRAMES - AL da qual foi presidente nacional entre 1989 e 199. da AAI. Sócio do IHGAL, desde 02/12/1991, onde ocupa a cadeira 43, da qual é patrono Aníbal Falcão Lima. Membro da AAL, onde ocupa a cadeira 31. Obras: Medicina e Vida, Maceió: SERGASA, 1991; Pequeno Dicionário de um Pediatra, Maceió: Ed. Catavento, 1999; Sempre aos Domingos, Maceió: Ed. Catavento, 2001; Sempre aos Domingos 2. Crônicas, Maceió: Imprensa Oficial e Gráfica Graciliano Ramos, 2006; Capítulo de livro: O Amigo Verdadeiro, in Meninos da Avenida História Que Eles Contam, Maceió: Imprensa Oficial Graciliano Ramos, 2012, p. 289-290. Discurso, Revista do IHGAL, n. 44, v. XLIV, 1993-1994, Maceió: 1995, p 33-40; Discurso de Posse na AAL, Revista da AAL, n. 19, Maceió: AAL, 2003, p. 171-181; Conferência realizada na AAL no dia 02/04/2003, sobre Olegário Mariano, Revista da AAL, n. 19, Maceió: AAL, 2003, p. 221-232; O Homem do Folclore, Boletim Alagoano de Folclore, Maceió: Comissão Alagoana de Folclore, 2000, p. 42-43; em Pedro Teixeira de Vasconcelos, (In Memorian). Mais de 500 artigos, publicados na A Gazeta de Alagoas sobre assuntos relacionados com a criança em seus mais variados aspectos.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

1 . 2 . 3 . 4 . 5 . 6 Próxima >>