A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

HILARINA nome artístico de Maria Hilarina Barros Paes  

 ( Pilar - AL 04/09/1926 ). Pintora, professora Bacharel em Letras, Filha de Othon Cardoso Paes e Leonor Barros Paes, licenciatura em Letras, mestrado em Educação. Estudou no Instituto Rosalvo Ribeiro, com Lourenço Peixoto e, também, na Fundação Pierre Chalita. Individual: 1968: Galeria Rosalvo Ribeiro, DAC. Coletivas: 1965: IX Salão do Instituto de Belas Artes Rosalvo Ribeiro, 1983: Coletiva no DAC. 1984: Exposição dos Pintores da FUNCHALITA, IHGAL. 1985: Coletiva dos Pintores da Fundação Pierre Chalita - Pinacoteca da UFAL. 1986: I ª Mostra dos Novos, Galeria do SESC; Exposição em homenagem ao Embaixador da França no Brasil, Aliança Francesa. 1987: Exposição dos Pintores da Fundação Pierre Chalita. 1988: Galeria Mário Palmeira. 1989: Alagoas Arte Atual, Fundação Pierre Chalita. Mostra de Desenho e Pintura - Fundação Pierre Chalita, 1990: Artistas Alagoanos, Galeria Espaço 20. 1992: Salve Jaraguá. 1997: A Liberdade das Cores. 1998: III Salão TRT 19º Região, de Pintores Alagoanos; I Bienal do Livro e da Arte; Coletiva de Férias, Shopping Farol; com A Magia do Vermelho participou da Iguatemi Arte98. 2000: II Salão do Livro e da Arte; Exposição Temática Vinart, Aliança Francesa. 2001: IXUniversid-Arte, Campus Jaraguá da FAL; XVI Salão de Artes Pancetti - Comemoração da Semana da Marinha É um dos artistas divulgados na obra Arte Alagoas II, publicada quando da exposição em homenagem ao centenário de nascimento de Jorge de Lima, pela Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro. Trabalhos divulgados também em Alagoas Arte Atual, publicação da FUNCHALITA (1989) Iguatemi Arte 98, Shopping Iguatemi (1998) e Cadastro Arte Maior de Alagoas. Obras: Análise da Prova de Matemática, Maceió: UFAL, 1980; Conceitos de Tecnologia da Educação, Maceió: EDUFAL, 1981; Os Recursos Audiovisuais no Desenvolvimento da Linguagem, Dissertação de Mestrado em Educação, Universidade Federal da Bahia, 1979.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HILDA  

(AL - Maceió - AL 08/2010). Mestre de pagode, tocadora de ganzá, Ganhou o prêmio.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HILTON DE CAPELA como é conhecido José Gonçalves dos Santos  

 (Cajueiro - AL 19/12/1932 - Capela - AL 27/10/2011). Mestre Pandeirista e cantador. Aprendeu sozinho. Quando era pequeno, batia numa lata. Depois que ganhou um pandeiro, nunca mais parou de tocar. Tocou em vários lugares no Brasil inclusive no Exterior. Considerado, em 2010, Patrimônio Vivo de Alagoas.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HINO DO ESTADO  

Em 27/05/1894, realizou-se o julgamento para escolha do Hino Oficial do Estado. Concorreram: Misael Domingues - com a composição -Primeiro Hino do Estado de Alagoas- (que já havia sido tocado pela Euterpe Alagoana), Pedro Adolfo Diniz Macedo, Tito Rodrigues Fróes, José Barbosa de Araújo Pereira, José Alves de Silva e o vencedor Benedito Raimundo da Silva (Benedito Piston) com letra de Luiz Mesquita.. Comissão Julgadora: Inácio Joaquim da Cunha Costa, Manoel Laurindo Martins Júnior e Isaac Newton de Barros Leite. Foi adotado oficialmente pelo Decreto n. 57, de 06/06/1894. Alagoas, estrela radiosa Que refulge ao sorrir das manhãs. Da República és filha donosa, Magna estrela, entre estrelas irmãs. A alma pulcra de nossos avós, Como benção de amor e de paz, Hoje paira, a fulgir, sobre nós E maiores e mais fortes nos faz. Tu, Liberdade formosa, Gloriosa hosana entoas: Salve, a terra vitoriosa Glória à terra de Alagoas Esta terra quem há que idolatre-a Mais que os filhos que filhos lhe são? Nós beijamos o solo da Pátria Como outrora o romano varão. Nesta terra de sonhos ardentes, Só palpitam, como alma de sóis, Corações, corações de valentes Almas grandes de grandes heróis! Tu, Liberdade formosa, Triunfal hosana entoas: Salve, ó terra gloriosa, Berço de heróis! Alagoas! Ide, algemas que o pulso prendias Desta Pátria, outros pulsos prender. Nestes céus, nas azuis serranias, Nós, só livres, podemos viver. E se a luta voltar, hão-de os bravos Ter a imagem da Pátria por fé Que Alagoas não procria escravos: Vence ou morre!...mas sempre de pé. Tu, Liberdade formosa, Ridentes hinos entoas: Salve, ó terra grandiosa, De luz, de paz, Alagoas! Salve, ó terra que entrando no templo Calma e avante, da indústria te vás; Dando às tuas irmãs este exemplo De trabalho e progresso na paz! Sus! Os hinos de glórias já troam!... A teus pés os rosais vêm florir!... Os clarins e fanfarras ressoam, Te levando em triunfo ao porvir! Tu, Liberdade formosa, Ao trabalho hosana entoas! Salve, ó terra futurosa, Glória à terra de Alagoas A Lei Estadual 2.628, de 23 de setembro de 1963. que -modifica o Brasão de Armas e cria a Bandeira do Estado de Alagoas e dá outras providências, reduziu a letra do hino, pois se mantiveram somente as estrofes em negrito e o estribilho ficou sendo somente o das letras em itálico.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HIP HPP GUERREIROS  

A Associação Guerreiros Quilombolas foi criada em agosto de 2005, movida pela idéia de unir forças para organizar e divulgar o Hip Hop como instrumento social em Alagoas e no Brasil. Esse movimento, até então não tinha -voz ativa- e era muito discriminado. A Associação representou o Hip Hop em cenários alagoanos e nordestinos, projetos e eventos criados pela mesma ou por convite.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HIPÓLITO  

( ? ). Cacique assassinado em Porto Calvo quando advogava os interesses das tribos de Jacuípe perante o presidente da província. Sua morte, em 1832, recrudesceu a luta da Cabanada.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HIRAI, Wanda Griep  

(São Lourenço do Sul - RS). Escritora. Reside em Maceió. Obra: Capítulo de livro: Na Contracorrente do Uso de Agrotóxicos: Perspectivas de Enfrentamento na América Latina, juntamente com José Ricardo Caetano Costa, Gleny Terezinha Duro Guimarães e Elaine Nunes Fernandes, in Trabalho, Direitos e Políticas Sociais na América Latina, Maria Adriana Torres (org.), Maceió: EDUFAL, 2013, p. 129-146.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HISSANAGA, Vanessa Martins  

(AL? ). Escritora, nutricionista, professora. Doutoranda em Ciências dos Alimentos, Membro do Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições, UFSC. Professora do Departamento de Nutrição. Líder do Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições, UFSC. Obra: Prefácio, juntamente com Rossana Pacheco da Costa Proença, in Sabores Sem Trans, Maceió: EDUFAL, 2011, Manuela Mika Jomori (org.), p. 9-11.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HISTÓRIA DO MEU BAIRRO, A  

Informativo publicado pelo CEFET-AL nº 1, Ano 1 é de 2002. Elaboração e idealização do Projeto da Profª. Irene Bonan.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

HOLANDA, Antônio... Costa  

(União dos Palmares - AL 10/01/1948). Deputado federal e estadual, secretário de estado, vereador, médico.Filho de Otacílio Holanda de Andrade e Alice Costa Andrade. Formado em Medicina pela UFAL (1975). Em novembro de 1975, elege-se pela ARENA, vereador em Maceió. Foi líder da bancada e vice-presidente da Câmara Municipal. Com o fim do bipartidarismo, filia-se ao PDS. Elege-se, em novembro de 1982, deputado estadual, tendo ocupado o cargo de vice-presidente e secretário da Assembleia Legislativa. Reelege-se em 1986, pelo PMDB, ao qual se filiara. Preside a Comissão de Justiça. Licencia-se para assumir, em 02/12/1987, a Secretaria de Saneamento e Energia e em 16/12/1988, a Secretaria de Estado dos Negócios da Saúde e Serviço Social, ambos no governo Fernando Collor.Volta a se licenciar, para ocupar a Secretaria de Saúde e Serviço Social (1989-91), agora no governo Moacir Andrade. Em outubro de 1990, elege-se deputado federal, agora pelo PSC, na Coligação PDT/PTB/PMDB/PSC/PFL/PMN/PSDB-Pt do B. Membro da Comissão de Relações Exteriores e líder da bancada. Em outubro de 1994, disputa, ainda na legenda do PSC, o Senado Federal, porém sem êxito. Candidata-se a deputado estadual, em 1998, sendo eleito para o mandato 1999-2002.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

1 . 2 . 3 . 4 . 5 . 6