A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

FARIAS  

Rio. Nasce em Olho d`Água das Flores, sua bacia rega os municípios de Monteirópolis, Palestina, Pão de Açúcar e São José da Tapera, segundo o Convênio SEMA/SUDENE/Governo do Estado de Alagoas. Deságua na margem esquerda do São Francisco, pertence à vertente meridional-ocidental. Atravessa a denominada Bacia Leiteira do Estado. Conta com diversos afluentes de pouca importância e com denominação local.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS Antonia Eliane de  

( ? ). Escritora. Obra: Artigo em periódico: O Poder Investigatório do Ministério Público, juntamente com Rafael da Rocha Gomes, in Revista do Ministério Público de Alagoas, Maceió: CCJUR, UFAL, 2009, julho/dezembro, p. 89 - 125.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS JUNIOR, Esperidião Lopes de  

(São Luís do Quitunde - AL 28/09/1899 - Maceió - AL 28/09/1987). Deputado federal, senador federal, secretário de estado, agrônomo. Filho de Esperidião Lopes de Faria e Cândida Lopes Lamenha Lins. Primeiros estudos no Colégio 15 de Maio. Engenheiro agrônomo pela Escola de Agronomia de Socorro (PE), diplomado em 1920. Foi intendente de São Luiz do Quitunde em 1922. Ajudante de inspetor agrícola em Minas Gerais e diretor da Fazenda de Sementes de União dos Palmares. Prefeito de Murici. Secretário da Fazenda, durante a interventoria de Ismar de Góis Monteiro (1941-45). Elegeu-se, em dezembro de 1945, deputado à Assembleia Nacional Constituinte, na legenda do PSD. Empossado em fevereiro de 1946, renunciou no mês seguinte a fim de assumir, em abril, a presidência do Instituto do Açúcar e do Álcool, tendo sua gestão se caracterizado por melhorias administrativas na instituição, tais como: reestruturação de todos os serviços e do quadro do pessoal, introdução da contabilidade pública e criação de uma comissão permanente de inspeção nos órgãos regionais da autarquia. Conseguiu manter o equilíbrio entre produção e consumo por meio da política intervencionista do instituto. Em janeiro de 1947, foi eleito suplente do senador Ismar de Góis Monteiro, permanecendo na presidência do IAA até maio do ano seguinte. Em abril de 1954, assume cadeira no Senado, onde permanece até outubro do mesmo ano. A partir de então passou a se dedicar à administração de sua fazenda, em Murici.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS João Crisóstomo  

( ? ). Deputado federal. Eleito deputado federal pelo PST, na legislatura 1951-55, ocupou sua cadeira na Câmara de outubro a dezembro de 1954 .


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS JÚNIOR, Austeclínio Lopes de  

(AL ?). Deputado estadual, pelo PST, na legislatura 1963-1966.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS, Alves de J. J. ???  

(Maceió - AL 26/3/1872 - Maceió - AL 25/6/1906). Poeta. Romeu de Avelar, que o incluiu em sua obra Coletânea dos Poetas Alagoanos, afirma que teria muito jovem se mudado com a família para Penedo. Aos 16 anos já ensinava rudimentos de Latim no educandário do prof. Moreno Brandão. Foi para São Paulo, ingressando na Faculdade de Direito, mas acabou por bacharelar-se pela Faculdade do Recife (1892). Foi promotor em Carangola (MG) onde criou o jornal O Rebate. Muda-se para o Rio de Janeiro, onde atuou na imprensa, em especial, nos jornais A Pena, O Jornal Ilustrado e Cidade do Rio de Janeiro. Em Sergipe, para onde se mudou, escreveu um ensaio sobre Ibsen, outro sobre a poetisa Alcina Leite e inúmeras cartas para a Gazeta de Alagoas. Patrono da cadeira 24 da AAL. Tentou um romance histórico, mas acabou por concluir Pecadora, romance realista em que defendia o divórcio. Teriam sido publicados: Estudos sobre Ibsen; Estudos Sobre a Vida Intelectual de Sergipe; Estudo, Biografia e Crítica Sobre a Poetisa Alagoana Alcina Leite; Perfumes Pinturescos, segundo informa o Doc. 312 da Revista do IHGAL. Segundo Romeu de Avelar, deixou inédito o livro Sacrário do Mistério, no qual teria reunido as suas poesias.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS, Antônio Joaquim Alves de  

(AL?). Poeta. Obras: O Oceano, (poesia) Espectro Sentimental, 1902 (poesia).


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS, Aroldo Dorvilé Loureiro  

(AL ?). Deputado estadual nas legislaturas 1967-70 e 71-74. Na eleição de 1974 ficou como suplente, sempre pela ARENA.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS, Augusto César Cavalcante  

(Passo de Camaragibe - AL 29/12/1956). Deputado federal, advogado e empresário. Filho de Gilberto Lopes Farias e Joselita Holanda Cavalcante Farias. Formou-se em Direito pelo CESMAC (1982). Empossa-se em 15/3/1987, na Secretaria de Transportes, Obras e Recursos Naturais, cargo para o qual volta a tomar posse em 16/12/1988, sempre no governo Fernando Collor. Presidente da COHAB de Maceió (1988-89). Em 1990 filia-se ao PSC, legenda pela qual se elege deputado federal para a legislatura 1991-95, em coligação com o PDT- PTB- PMDB- PFL-PFL-PMN-PSD-PT DO B. Integra as Comissões de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minoria, bem como a de Viação e Transportes. Expulso do PSC, reeleito, agora, pelo PP, para o período 95-99, tendo, ainda em 95, se transferido para o PPB, surgido da união do PP com o PPR. Reeleito pelo PPB para a legislatura 1999-2003, permaneceu nesse partido até 1997, quando ingressa no PFL, legenda pelaa qual se reelege para a legislatura 1999-2003. Tenta, sem êxito, a reeleição em 2002, porém assume, como suplente, com a morte de Josefa Santos Cunha - Ceci. Presidente do Centro Esportivo Alagoano (CSA) em 1989.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

FARIAS, Austeclínio Lopes de  

(AL ?). Deputado estadual, pelo PSD, na legislatura 1947-1950.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

2 . 3 . 4 . 5 . 6 . 7 . 8 . 9 . 10