A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

 

CADASTRO DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM  

Publicação da Secretaria de Planejamento - SEPLAN, editada em Maceió. A Biblioteca Nacional possui os exemplares de janeiro a dezembro de 1978, editados sob a coordenação de Elisabeth Cardos Lima, Edinaldo Marinho Dias, José Petrúcio Silva e Jerusa Alexandre da Silva.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CADASTRO INDUSTRIAL  

Publicado, em Maceió: pela Federação das Indústrias do Estado de Alagoas, ( 196? ).


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CADERNOS DE CULTURA  

Publicados, em Maceió: pela Secretaria de Cultura -SECULT. O nº 1 é de 1984, o nº 2 é de 1985 e o nº 3, de 1986.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CADUCEU, O  

Jornal. Órgão dos alunos da Academia de Ciências Comerciais de Alagoas, a qual era mantida pela Sociedade Perseverança e Auxílio. Surgiu em 01/10/1916, circulando até fins de 1918. Diretor: Jayme de Altavila; Redator-chefe: Carlos Garrido; Redator: Aldemar Pinheiro e Secretário: Jerônimo Macieira.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CADÓZ  

Canal da lagoa Mundaú.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CADÓZ, Paulinho do  

( Penedo - AL? ). Participou do III Festival de Penedo, em 1977, com A Promessa. É um dos componentes do Grupo Mandacaru.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CAETANO, Antonio Filipe Pereira  

(Niterói - RJ 14/06/1978). Escritor, professor, historiador. Filho de Antonio José de Azevedo Caetano e Vânia de Oliveira Pereira. Graduado em História pela UERJ (2000). Mestrado em História, UFF (2003), com a dissertação Entre a Sombra e o Sol - A Revolta da Cachaça, a Freguesia de São Gonçalo de Amarante e a Crise Política Fluminense (Rio de Janeiro, 1640-1667). Doutorado em História, pela UFPE (2008), com a Tese Entre Drogas e Cachaça: A Política Colonial e as Tensões na América Portuguesa (Capitania do Rio de Janeiro e o Estado do Maranhão e Grão-Pará, 1640-1710). Professor de História na UNEAL (2004-2008) Professor da UFAL, desde 2008, na área de História e onde coordena o Grupo de Estudos Alagoas Colonial (GEAC), além de coordenar, também, o mestrado em História. Editor da Revista Cabanos. Obras: Entre Drogas e Cachaça: A Política Colonial e as Tensões na América Portuguesa (1640-1710), Maceió: EDUFAL, 2009; Entre a Sombra e o Sol - A Revolta da Cachaça e a Crise Política Fluminense, Maceió: Q Gráfica, 2009 2008?; Alagoas e o Império Colonial Português - Ensaios sobre Poder e Administração (Séculos XVII-XVIII) Maceió: Editora Graciliano Ramos/CEPAL, 2010, apresentação de Suely Creusa Cordeiro de Almeida, p. 7-8 (org. e prefácio) Conflitos, Revoltas e Insurreições na América Portuguesa (orgs.), Maceió: EDUFAL, 2011; Dimensão Histórico-Cultural do Desenvolvimento Territorial Sustentável do Norte de Alagoas, juntamente com J. R. Santos (orgs.), Maceió: EDUFAL, 2011. Capítulos de livros: Nos Confins, nas Vilas e na Comarca... A Construção da Autonomia Política, Administrativa e Jurisdicional Alagoana (Século XVI-XVIII), in Alagoas e o Império Colonial Português: Ensaios sobre Poder e Administração (séculos XVII e XVIII), Antonio Filipe Pereira Caetano (org.), Maceió: Editora Graciliano Ramos/CEPAL, 2010, v. 1, p. 12-44; Em Busca de Apoio para Ampliação de Seus Clamores: Maranhenses e Fluminenses na Tessitura Política Regional para Construção de Seus Movimentos Sociais, in Conflitos, Revoltas e Insurreições na América Portuguesa, Antonio Filipe Pereira Caetano (org.), Maceió: EDUFAL, 2011, p. 17-40; Breve Inventário da Documentação Escrita do Litoral Norte e Zona da Mata Alagoana, juntamente com J. R. Santos, in Dimensão Histórico-Cultural do Desenvolvimento Territorial Sustentável do Norte de Alagoas, Antonio Filipe Pereira Caetano e José Roberto Santos (orgs.), Maceió: EDUFAL, 2011, v. 1, p. 107-126. Artigos em periódicos: Introdução e Breve Inventário da Documentação Escrita do Litoral Norte e Zona da Mata Alagoana, in Dimensão Histórico-Cultural do Desenvolvimento Territorial Sustentável do Norte de Alagoas (Volume I, Série Dimensões do Desenvolvimento), juntamente com José Roberto Santos, Maceió: EDUFAL, 2011 (orgs.) p. 11-18 e 107-126, respectivamente.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CAETANO, Josineide da Silva  

(AL? ). Escritora. Obra: Utilização da Informática na Sala de Aula, juntamente com Adriana Cavalcanti Marques, in Novas Tecnologias na Educação: Reflexões Sobre a Prática, Maceió: EDUFAL, 2002, Luís Paulo Leopoldo Mercado (org.), p. 131-168.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CAETANO, Pedro  

(AL 1985). Artista plástico, arquiteto. Graduado em Arquitetura e Urbanismo, CESMAC (2008). Especialização em Paisagismo, UNIFOR-CE (2011). Curso extensão em Desenho Artístico e Arquitetônico, na UNIFOR. Cursos de Desenho Artístico e História da Arte pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo. Participou de exposições em Maceió e Fortaleza e ficou em primeiro lugar na categoria pintura no Salão da Marinha (Maceió), em 2013. Exposição individual Ranhuras, Maceió, Complexo Cultural Teatro Deodoro, 9 de março a 3 de abril/2015.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

CAETÉ  

Jornal. Periódico ligado ao segundo movimento regionalista em Alagoas, prolongamento do Regionalismo Literário, iniciado em Recife, em novembro de 1947. O primeiro número, de 01/08/1950, circulou em formato reduzido. O projeto era de uma revista mensal, mas o segundo número só iria sair em julho de 1951. A partir desse, lança-se como revista de letras, artes e ciências, com periodicidade irregular. O terceiro número é de outubro de 1951; o quarto, de julho de 1954, e, no ano seguinte, saem os números 5 e 6, em maio e dezembro, respectivamente. No sétimo número, de janeiro de 1957, encerra-se a fase, como revista, do Caeté. A segunda fase tem início em janeiro de 1963, quando aparece com proposta de circulação quinzenal, sob o aspecto de jornal eminentemente literário e cultural. As tendências literárias de 1950 se esboçam através do aparecimento da revista Caeté que, para Carlos Moliterno, "trouxe um pouco de agitação ao ambiente intelectual da terra. Dirigida, no seu primeiro número, por Arnoldo Jambo, Francisco Valois e Edson Zambrano, ela pretendia, conforme se lê na apresentação, pugnar por uma participação do escritor nos dramas que inquietavam os homens.- Conselho de Redação: Théo Brandão, Romeu de Avelar, Sílvio de Macedo, Paulo Albuquerque, Carlos Moliterno, Hercílio Fonseca, Gilberto de Macedo, Wanderley de Gusmão. O seu segundo número foi dirigido por Francisco Valois e Carlos Moliterno e secretariado por Edson Zambrano. O terceiro, por Romeu de Avelar e Carlos Moliterno, e do quarto até o sétimo - janeiro de 1957 - por Moliterno, responsável também pelo aparecimento, em caráter de jornal, na segunda fase, de 15 de janeiro a 15 de abril de 1963. A maior importância de Caeté foi ter contado com a participação de quatro poetas que se evidenciaram a ponto de terem sido eleitos sócios da Academia Alagoana de Letras: Carlos Moliterno, Gonzaga Leão, Francisco Valois e Cléa Marsiglia. Colaboração local e transcrição de artigos e poemas dos mais representativos ensaístas e poetas da chamada Geração de 45. Promoveu entrevistas e, em sua primeira fase, editou: Sarabanda, de Cléa Marsiglia; O Grito, de Francisco Valois; Desencontro, de Carlos Moliterno; Chão de Pedras, de Anilda Leão; A Rosa Acontecida, de Luiz Gonzaga Leão; Trovas Populares de Alagoas, de Theo Brandão; Ouvindo Música, de Lourdes Caldas; 30 Poemas mais 1 Conto, de Paulo Lopes; Fruto de Palma, de Oscar Silva; Casa Sem Rua, de Paulo Castro Silveira; Momentos, de José O. Maia; Planície e Discursos Parlamentares, ambos de A. S. Mendonça Júnior.


Para alteração no verbete, faça uma solicitação pelo formulário abaixo:

:



:
 

2 . 3 . 4 . 5 . 6 . 7 . 8 . 9 . 10